10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas!

O lixo electrónico é uma coisa séria e um dos seus principais motivadores é o descarte de produtos “obsoletos”. O aparelho celular, mesmo o smartphone, é talvez a principal “vítima” da chamada obsolescência programada. Depois de alguns tempo, ele começa a ficar lento, trava e não é possível instalar versões recentes de alguns aplicativos. Mesmo assim, o item pode ter muita lenha para queimar. Aí vão algumas dicas para reaproveitares smartphones e dares uma nova utilidade, digamos, mais focada para ele:

Slider

1. CONTROLO REMOTO: Hoje em dia são poucas as coisas que não são conectadas digitalmente. Portanto, por que não fazeres do teu antigo telemóvel um controlo remoto universal? Sim. Algumas televisões inteligentes disponibilizam aplicativos para tornares o teu telemóvel num controlo remoto. Existem também muitas outras alternativas nas lojas de aplicativos do teu smartphone.

2. DESPERTADOR: Colocares o telefone antigo na tua mesinha de cabeceira e pronto, um óptimo despertador. Um aplicativo muito útil para teres no telemóvel é o Timely disponível para Android.

3. CÂMERA DE SEGURANÇA: Segurança nunca é demais, mas pode acabar sendo pesada para o teu bolso. E por que não usares o teu smathphone velho para vigiares a tua casa como o bom companheiro que ele é? Existem aplicativos, como o Presence, que permitem ao usuário emparelhar o teu telemóvel antigo com o novo e teres um sistema de vigilância ao vivo e de detecção de movimento, além de gravação de conteúdo que te envia notificações caso algo estranho aconteça. Basta colocares o teu telemóvel no cômodo a ser vigiado e iniciares o aplicativo. Se tu estiveres comprometido em usar este tipo de sistema de segurança, seria interessante comprares uma base de 360 graus para obteres um área maior de vigilância.

4. LIVRO DE RECEITAS: Às vezes tens aquela vontade de comer coisas saborosas. Porém, nem todos somos dotados de habilidades ou conhecimentos culinários. Por isso pode ser muito conveniente teres à disposição um aparelho repleto de aplicativos de receitas. Existem diversos tipos de aplicativos de livros de receitas para diferentes gostos, desde a vegetariana, ou até mesmo para os que não aguentam mais comer... Existe app para tudo!

5. GRAVADOR DE VOZ: Há diferentes profissões que tornam necessário ter um gravador em mãos, como o jornalismo, por exemplo. Portanto, se tu estás a entrar no ramo e precisas de um gravador, nada temas, pois o teu bolso ficará seguro. Muitos aparelhos já vêem com gravadores de voz directo da fábrica, mas se tu quiseres existem muitas outras opções de aplicativos nas app stores.

6. SCANNER DE DOCUMENTOS: A tua mesa está lotada de trabalho, o teu prazo de entrega quase a chegar, tu não dormes direito há dias e a máquina fotocopiadora está do outro lado da sala (ou do prédio!)... Mas tu precisas mesmo de fazer scanner do documento. A solução está em aplicativos como o Genius Scan ou Doc Scan, que transformam o teu smartphone num scanner portátil, além de salvares os arquivos em JPEG ou PDF.

7. GPS: Caso tu tenhas problemas em ler mapas ou te encontrares em lugares estranhos, transforma o teu telemóvel em um GPS. Aplicativos como o Waze avisam a incidência de trânsito, reformas, acidentes ou radares. São inúmeras possibilidades!

8. iPOD ou MP3 PLAYER: Assim que aposentares o aparelho antigo, esvazia a memória do mesmo para que haja bastante espaço e então salva todas as tuas playlists favoritas. Lembra-te de manteres carregado sempre.

9. HD EXTERNO: Não é um centro de entretenimento, mas, para aqueles mais sérios (ou com tendências de perderem o flash), transformar o antigo aparelho num HD externo é uma óptima solução.

10. MOLDURA DIGITAL: Se tu tiveres espaço na tua mesa e muitas fotos que gostarias de deixar à mostra, utiliza o teu aparelho como uma moldura digital de fotos. Existem aplicativos que colocam fotos tuas, ou fotos do próprio app em um loop para tu admirares.

1 de 5
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 1
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 2
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 3
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 4
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 5
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 6
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 7
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 8
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 9
  • 10 utilidades que podes dar ao teu velho telemóvel e nem imaginavas! - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
826

10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER!

Quem “djyma” para conquistar um corpo firme precisa de proteínas. Sem ela, o músculo não se forma e o efeito do exercício não aparece. Mas proteína não é não é tudo! Carbohidrato, gordura boa, água, vitaminas e minerais também são importantes para o ganho de massa muscular. E isso tudo tu consegues nos alimentos. Isto é, se fazeres escolhas estratégicas. Confere:

Slider

1. FRANGO: Tu sabes que as proteínas de origem animal são consideradas as melhores para os músculos, não é mesmo? Mas cuidado: junto pode vir uma dose gigante de gorduras saturadas e colesterol. É por isso que o frango (desde que desprovido da pele) é uma boa opção para quem precisa de proteínas, mas não quer colocar o coração em risco. Um filé grande tem 32 gramas de proteínas e quase nada de gordura. Se tu preferes a carne vermelha, fica com os cortes magros (coxa mole, patinho, alcatra). Quanto e quando consumir: 1 filé grande (110 g), duas ou três vezes por semana.

2. FEIJÃO COM ARROZ: Esta parceria é perfeita porque os aminoácidos do feijão se unem aos do arroz e formam proteínas. Assim, juntos, ajudam a reparar os músculos. Fonte de carboidrato, o arroz ainda fornece energia, outro combustível importante para o processo de recuperação da musculatura. Quanto e quando consumir: 1 concha de feijão e 2 colheres (sopa) de arroz, de três a quatro vezes por semana.

3. OVO: Qual a melhor parte para os músculos: a clara ou a gema? As duas! Entende o por quê: a clara é riquíssima em ovoalbumina, uma proteína formada por aminoácidos do tipo leucina, que, por ser de fácil absorção, é um dos componentes dos suplementos whey protein e BCAA. E a gema? Ela carrega gorduras boas (monoinsaturada e ômega 3), substâncias com o poder de combater os processos inflamatórios provocados durante o exercício, facilitando a recuperação dos músculos. Quanto e quando consumir: 3 ovos por semana, nas refeições ou no lanche pós-treino.

4. BANANA: Minutos antes de “djymares”, esquece a proteína. Neste momento, tu precisas da energia rápida do carboidrato. A banana é uma óptima opção, pois ainda tem potássio, mineral que participa da produção de glicogênio (reserva de energia do músculo). Quanto e quando consumir: uma banana por dia, antes ou após o treino, quando deve ser associada a uma proteína (iogurte, queijo).

5. IOGURTE NATURAL: Fonte de proteína, o iogurte é uma boa opção de lanche pós-treino. O ideal é consumi-lo imediatamente após a aula ou até no máximo 30 minutos depois. Nesta fase, a proteína é mais aproveitada para a recuperação e a construção do músculo. Melhor ainda se tu adicionares ao iogurte um carboidrato de alto índice glicêmico, como geleia ou mel. Pesquisas revelam que combinar proteína e carboidrato de digestão rápida é 40% mais eficiente na recuperação e desenvolvimento do músculo que a proteína sozinha. Outras opções: leite desnatado com achocolatado ou queijo magro com goiabada. Quanto e quando consumir: 1 pote de iogurte natural desnatado + 2 colheres (sopa) de geleia no lanche pós-treino.

6. MASSA INTEGRAL: A escolha dos lanches pré e pós-treino são decisivos no ganho de massa muscular. Mas não descuides das outras refeições. Estudos mostram que, quatro horas depois, os exercícios ainda exercem efeitos benéficos nos músculos. Por isso, o carboidrato é bem-vindo em todas as refeições. Mas, longe dos treinos, prefere os de baixo ou médio índice glicêmico, como pães e massas integrais. Por terem fibras, eles saciam mais e libertam energia aos poucos. Quanto e quando consumir: 1 chavena (chá) de macarrão integral cozido, duas ou três vezes por semana.

7. ÁGUA: Até os músculos pedem água. Isto porque a síntese de proteínas acontece com mais facilidade quando as células estão bem hidratadas. Tu és fã da água-de-coco? Deixa como opção pré-treino. Ela hidrata e garante o pique, pois tem água e carbohidrato. Mais ainda: A água-de-coco carrega potássio, que ajuda no stock de glicogênio. Ao longo do dia, bebe água pura, que hidrata sem calorias. Quanto e quando consumir: 2 litros de água todos os dias.

8. PEITO DE PERÚ: Não é uma maravilha. No entanto, entre os embutidos, o peito de peru é um dos que têem menos gordura saturada e colesterol. E, por ser encontrado facilmente nos supermercados, acaba sendo uma opção proteica para compor um lanche rápido. Mesmo assim, não exageres, pois contém conservantes e sódio que, em excesso, fazem o organismo reter líquido. Quanto e quando consumir: 4 fatias finas por dia.

9. SALMÃO: Mais que proteína, o salmão é uma boa fonte de ômega 3, gordura que ajuda a combater os processos inflamatórios provocados pelo exercício, facilitando a recuperação dos músculos. Quanto mais rápido as fibras musculares se recompõem, maior é o ganho de massa magra. Outras excelentes fontes de ômega 3: sardinha e atum. São opções que tu podes incluir nas refeições ou numa sandes que deve ser consumida até uma hora antes do exercício ou logo depois. Quanto e quando consumir: 1 filé grande (100 g) de duas a três vezes por semana.

10. QUINUA: São raros os vegetais com a quantidade e qualidade de proteínas da quinua. Em cada grão, ela carrega aminoácidos essenciais, sendo três de cadeia ramificada (leucina, valina e isoleucina) – aminoácidos do BCAA e whey protein (suplementos proteicos usados pelos desportistas antes e depois do treino para preservar os músculos). A quinua é um óptimo alimento para o ganho de massa magra, com a vantagem de ter pouca gordura e ser livre de colesterol e açúcar. A quinua ainda tem carbohidrato (garante energia), além de fibras, vitaminas e minerais. Quanto e quando consumir: de 2 a 3 colheres (sopa) de quinua em flocos batida no suco de frutas de 30 a 40 minutos antes do exercício e logo após.

1 de 5
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 1
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 2
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 3
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 4
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 5
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 6
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 7
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 8
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 9
  • 10 alimentos para tu ganhares músculos… e POWER! - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
39

Qual é o melhor horário para estudar?

De Manhã? De Tarde? De Noite? Ou de Madrugada? Tens de estudar, mas sentes que não aperfeiçoas o teu conhecimento? Descobre aqui, qual é o melhor horário para estudares.

Qual é o melhor horário para estudar? A resposta é simples: depende. És daquelas pessoas que sente extremamente produtiva logo ao acordar? Ou, pelo contrário, só consegues fazer uma série de trabalhos pela madrugada dentro que é quando os teus níveis de concentração estão no pico?

Pois bem, quando se coloca a questão de qual é o melhor horário para estudar, a resposta certa não existe. O que interessa é que escolhas o horário mais adequado à tua forma de trabalhar e ao teu organismo e cabe a ti encontrar a melhor altura para te concentrares e mergulhares nas fichas e livros.

Apesar de existirem alguns estudos que apontam para que um pouco mais de 50% da população ser mais eficiente a estudar durante a noite, o certo é que deves verificar o que funciona melhor para ti. Testa os diferentes horários e compara os rendimentos!

 

QUAL É O MELHOR HORÁRIO PARA ESTUDAR: VANTAGENS E DESVANTAGENS

 

VANTAGENS DE ESTUDAR DE MANHÃ

  • ​Após uma boa noite de sono, o nosso corpo e mente está mais relaxado e descansado;
  • Como está descansado de uma noite de sono, vais conseguir concentrar-te mais;
  • A luz natural do dia é muito favorável a uma maior concentração;

 

DESVANTAGENS DE ESTUDAR DE MANHÃ

  • É necessária uma enorme força de vontade e determinação para levantares a determinadas horas, bem cedo, “apenas” para estudar;
  • Podes interferir com uma rotina diária (trabalho, aulas, levares os filhos à escola…).

 

VANTAGENS DE ESTUDAR À TARDE

  • ​Este é o momento do dia em que normalmente as pessoas estão mais acessíveis (ex: professor, para tirar alguma dúvida);
  • Facilidade de organizar uma sessão de estudo em grupo.

 

DESVANTAGENS DE ESTUDAR À TARDE

  • Este é geralmente o período do dia em que existem mais compromissos pessoais;
  • Este pode não ser o melhor horário para estudar pois logo após o almoço muitas pessoas sentem muita sonolência e falta de concentração.

 

VANTAGENS DE ESTUDAR À NOITE

  • ​Para muitos, a noite é o único período verdadeiramente disponível para o estudo;
  • O ambiente é geralmente mais propício à concentração – silêncio, poucas pessoas ao redor;
  • Geralmente os compromissos do dia já foram acautelados e a mente pode ficar reservada apenas para estudar;
  • O período noturno é propício à criatividade e retenção de conteúdos;

DESVANTAGENS DE ESTUDAR À NOITE

  • A iluminação é artificial e pode gerar alguma sonolência;
  • O cansaço natural do dia começa a sentir-se;
  • Estudar à noite pode comprometer as rotinas de sono;
  • A capacidade de raciocínio e execução podem também ficar comprometidos;

 

Agora testa e confirma qual é o melhor horário para estudar no teu caso específico. Qualquer que seja o horário escolhido, existem algumas dicas que podem ser preciosas:

  • Escolhe um lugar tranquilo e bem iluminado;
  • Estabelece uma rotina! O teu organismo vai agradecer e ficas mais produtivo. Se preferes estudar de manhã, mantem este padrão, se é de tarde que te sente mais produtivo, tenta estudar sempre neste período;
  • Não compromete o teu sono. O descanso é quase meio caminho andado para um estudo eficaz. Dormir no mínimo sete horas é o recomendado;
  • Controla o tempo de estudo e não exagera – faz pausas! Se estudares em sem parar, a certa altura já não vais conseguir absorver nenhuma informação. Toma um café, conversa ao telemóvel com um amigo ou tira uma soneca,  qualquer uma destas actividades vai ajudar-te, depois, retoma aos estudos;
  • Tira o máximo proveito do tempo de estudo. Se veres que, por exemplo, da parte da manhã o estudo não está a ser produtivo para ti, experimenta começar a estudar durante a tarde.

 

 

Qual é o melhor horário para estudar?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
33

Qual é o método de estudo mais adequado para cada aluno?

Propomos-te alguns métodos de estudo para facilitar o teu aprendizado. Escolhe o mais adequado para ti e obtém melhores resultados.

Métodos de estudo: sabes qual é mais adequado para ti? Confere aqui algumas dicas que poderão ajudar-te a perceber que métodos de estudo poderão ser os que vão de encontro a tua personalidade e aos teus objetivos.

 

6 MÉTODOS DE ESTUDO EFICAZES:

 

1. RELEITURA

Certos tipos de leitura podem ajudar à assimilação de conteúdos. A dica que te damos é que releias uma dada matéria imediatamente depois de teres acabado a primeira leitura. Volte a ler várias vezes até memorizares efectivamente o que leste.

 

2. RESUMOS

Resumir os pontos essenciais de um texto ou dos apontamentos poderá ser uma técnica útil para tua aprendizagem. Os resumos podem ter utilidade para estudar para testes e exames, especialmente no que concerne os alunos que tiverem facilidade em resumir a informação lida, após interpretarem o que poderá ser mais importante no texto em causa.

 

3. AUTO-EXPLICAÇÃO

Dentro dos métodos de estudo, este provou ser uma técnica que poderá ser de bastante utilidade para conteúdos mais abstractos. Trata-se de ler o conteúdo de um texto e tentar explicar-te a ti mesmo, usando as suas próprias palavras. No fundo, este método trata-se de transformar o texto inicial em algo mais simples objetivo, que possa tornar o teu estudo mais efectivo.

 

4. ESTUDO INTERCALADO

Este método de estudo permite aos alunos intercalarem diferentes tópicos de estudo. Alguns estudos provaram que intercalar assuntos poderá ter uma boa utilidade em aprendizagens que estejam ligadas às ciências exactas. O principal ponto positivo deste método é conseguir com que o aluno consegue manter mais tempo concentrado nos estudos.

 

5. TESTES PRÁTICOS

Resolver testes práticos das matérias que estás a estudar poderá ser uma óptima forma de aprendizagem. Resolve vários testes, provas e exames de anos anteriores. É uma excelente forma de conseguires entender se já assimilaste os conteúdos que precisas de conhecer realmente bem.

 

6. ESTUDO DISTRIBUÍDO

Neste método, o estudo é distribuído ao longo do tempo, em vez de o concentrar apenas num dia ou somente na véspera de um teste ou exame. Algumas pesquisas mostram que se, por exemplo, quiseres lembrar-te de algo durante cinco anos, deves relembrar o que estudaste a cada seis meses. Mas se pretendes lembrar-te de algo durante uma semana, deverás estudar uma vez por dia. Deves ainda intercalar o teu estudo com tempos de descanso. Isso quer dizer que deverás distribuir o teu estudo ao longo do dia e não concentrar-te numa única parte do mesmo.

 

Estes são alguns métodos de estudo que existem e que julgamos que poderão ser de maior utilidade para ti. Que venham os óptimos resultados!

Qual é o método de estudo mais adequado para cada aluno?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
30

10 razões fantásticas para teres plantas em casa

Na nossa página, já falamos muito sobre o poder que as plantas têem na vida das pessoas. São óptimas as sensações que elas trazem para dentro de casa e que vão muito além da estética e da decoração. Plantas oferecerem beleza sim, mas também perfume, relaxam, boas energias, purificam o ar e podem até nos deixar mais concentrados. Em troca pedem pouco: água, sol e um pouquinho da tua atenção.

Aliás, esse tempo e atenção dedicado às plantas pode se transformar numa forma de terapia. Está comprovado que sujar-se de terra é um anti-depressivo natural, segundo uma pesquisa da Universidade do Colorado. Pensando nisto, fizemos uma lista para tu te inspirares e criares uma mini floresta no teu lar! Confere:

Slider

1. PLANTAS SÃO INCRÍVEIS PARA DECORARES: Esta bem, este é o primeiro motivo que as pessoas levam em consideração ao ter plantas em casa. Espalhadas em diversos ambientes são óptimas para decorares: elas enchem os diferentes cantos com suas formas, cores e texturas exclusivas desenhadas pela natureza. O mais interessante é que ao decorares, tu tens a liberdade de criar vasos diferentes e originais!

2. PLANTAS SÃO CHEIROSAS: Plantas podem libertar cheiros que relaxam, que evocam memórias e que naturalmente trazem um maior bem-estar. A ligação entre o sistema olfativo e o cérebro é tão grande, que a reação é imediata. Uma ideia boa é pensares qual cheiro te traz uma sensação positiva e daí apostares num vaso próximo à janela, cozinha ou casa de banho. Queres algumas dicas? Lavanda, jasmim, limão, alecrim, camélia, hortelã, todas estas plantas exalam grandes aromas.

3. PLANTAS PURIFICAM O AR: Há plantas e flores que purificam o ar da casa, melhoram a qualidade do sono, o nosso bem-estar e o dia-a-dia. Esta descoberta é do final dos anos 80, quando a NASA se juntou com profissionais de diversas áreas para criar o estudo. A pesquisa garante que as espécies comuns testadas filtram poluentes, produtos químicos tóxicos, compostos orgânicos voláteis, além de gerarem oxigênio, ajudar na humidade e absorver os gases nocivos à saúde. Certas plantas são até eficazes na remoção do benzeno, amoníaco, formaldeído, tricloroetileno e xileno, e podem ter efeitos benéficos, ajudando as pessoas a não terem dores de cabeça e irritação nos olhos, por exemplo.

4. DIMINUEM OS BARULHOS E A TEMPERATURA DENTRO DE CASA: Sim, as plantas contribuem para diminuir o barulho e baixar a temperatura dentro de casa. Folhas e árvores, por exemplo, filtram os raios do sol e podem canalizar os ventos, além de amortecer os ruídos com a absorção das ondas sonoras. Muros com trepadeiras e heras, corredores de plantas, arbustos perto das janelas e até telhados feitos de forração, são barreiras naturais acústicas e do calor. O jasmim-estrela, a glicínia, a tumbérgia, a unha-de-gato, a madressilva são óptimas para isso, têem uma folhagem densa, crescem rapidamente e são fáceis de cuidar.

5. SÃO ÓPTIMAS PARA A ALIMENTAÇÃO E O CORPO (CULTIVO DE TEMPEROS E ERVAS): Já pensaste em ter ervas e temperos fresquinhos na cozinha, e poderes colher apenas o que vais usar? Uma mini horta em casa pode facilitar muito nessa hora! Esta é uma ideia criativa para fazeres isso acontecer. Vale a pena investires em manjericão, cebolinha, erva cidreira, hortelã, salsinha, e até remédios naturais, como a aloe vera, bons aliados na hora de uma alimentação mais natural e cheios de nutrientes para o corpo. Além disso, uma mini horta ainda decora, poupa tempo e dinheiro!

6. COM PLANTAS EM CASA, TU FICAS MENOS DOENTE: Plantas e flores melhoram (e muito!) a humidade do ar: aproximadamente 97% da água absorvida por elas é devolvida para o ambiente. Isso significa que elas libertam humidade através da sua transpiração e ajudam a tornar o ambiente mais agradável. Ao humidificarem o ar, diminuem alergias e outras doenças respiratórias.

7. PLANTAS SÃO TERAPÊUTICAS: O verde é a cor do meio do espectro, é considerada a cor do equilíbrio e é vista como refrescante, pura e natural. Na realidade, o verde tem o poder de promover a concentração e de aliviar sentimentos negativos e de stresse. É por isso que os hospitais devem possuir salas verdes: o tom é associado à tranquilidade, além de descansar os olhos. Segundo uma pesquisa nos Estados Unidos, pacientes relataram menos dores e ansiedade enquanto tinham plantas em seus quartos. Isto significa que o ritual de cuidar de uma planta – regar, mexer na terra, podar, ou apenas ter a sua companhia, pode se transformar num momento de paz na rotina, acalmando a alma.

8. COM ELAS, APRENDEMOS A TER PACIÊNCIA E A ACEITAR OS CICLOS DA VIDA: O ritmo certo, a responsabilidade sobre um outro ser, o seu crescimento, valorizar mais o meio ambiente e o mundo ao teu redor: com um simples vasinho podemos aprender muito. Ficamos felizes quando a orquídea dá flor, quando a samambaia brota. Com as plantas aprendemos que temos que respeitar os ciclos da natureza, ter paciência (afinal, a planta cresce no seu tempo), que depois que as suas folhas caem há sempre a sua renovação. Elas também são uma óptima metáfora para ensinares estes princípios para as crianças.

9. PLANTAS RELAXAM E TRAZEM PAZ: Segundo estudos da Universidade de Hamburgo, na Alemanha, as pessoas se sentem mais energizadas e revitalizadas após passarem, ainda que apenas um pouco de tempo, junto da natureza. Manter esse contacto com o verde é uma das melhores formas de relaxares. Cuidar de plantas ou apenas estar envolto por elas nos ajuda a renovar as energias. Por isso, tê-las em casa é uma boa dica para quem não tem tempo de passear em jardins ou parques da cidade. Tudo o que tu precisas é do verde presente nos ambientes ou de flores com pétalas coloridas, como as violetas roxas. A cor também é tranquilizante e ajuda a diminuir as doses de adrenalina do corpo. A explicação é científica: como resultado, os níveis de energia aumentam e o cérebro recebe mais oxigênio, dando aquela óptima sensação de bem-estar.

10. TE DEIXAM MAIS CONCENTRADO, PRODUTIVO E FELIZ NO TRABALHO: Tu achas que as plantas não têem influência sobre o humor? Um estudo feito pela Universidade do Texas mostrou que o verde pode ter grande efeito sobre a felicidade no trabalho. A pesquisa envolveu 450 colaboradores: aqueles que tinham plantas no escritório se mostraram mais satisfeitos em comparação com os que não tinham vasos ao redor. Um estudo do Royal College of Agriculture descobriu ainda que alunos prestavam 70% mais atenção quando estavam num ambiente com plantas. Em um experiência nos EUA, pessoas em salas com as plantas realizaram as suas tarefas no computador em 12% menos tempo que um grupo que não possuía verde. São três factos diferentes, mas que juntos não há do que duvidar. Então fica a saber: se tu precisas de dicas para melhorar o teu stresse no trabalho, tens de ter um vaso em cima da mesa. Ele pode te ajudar a respirar fundo e a acalmar.

1 de 5
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 1
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 2
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 3
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 4
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 5
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 6
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 7
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 8
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 9
  • 10 razões fantásticas para teres plantas em casa - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k

Truques simples para poupares na energia em casa

As expressões “apertar o cinto” ou “apostar na poupança” nunca fizeram tanto sentido como nos últimos tempos. Com a crise todos fomos obrigados a aprender a poupar nas mais diversas coisas.

Seja na comida, no gás, na água ou na electricidade, a verdade é que existem muitas maneiras e sítios onde podemos aprender a cortar. Também é possível apertar o cinto ao poupar energia, como irás ver hoje.

Slider

1. Utiliza apenas lâmpadas de baixo consumo ou as ditas económicas. Fazem uma grande diferença no final do mês.

2. Sempre que não estiveres numa qualquer divisão da casa, apaga as luzes. Para quê estares a gastar se não estás lá?

3. Mesmo depois de carregar o teu telefone, tablet ou computador, não deixes os carregadores nas tomadas. Mesmo não estando a carregar, só o facto de estarem ligados, gastam na mesma.

4. Desliga sempre todos os electrodomésticos, ao invés de os deixares em stand-by. Eles gastam energia mesmo em stand-by.

5. Se tiveres de comprar electrodomésticos, não te esqueças de escolher os modelos com maior eficiência energética. Tem um custo elevado, mas irás poupar muita energia depois.

6. Não ligues o ferro de engomar só para passares uma peça de roupa. Quando o fizeres, aproveita para passares muitas peças. Vais ver que poupas energia, porque aquilo que gasta mais é o arranque do mesmo.

7. De vez em quando lava a loiça e a roupa à moda antiga. Poupas energia, tens maior controlo sob como as coisas ficam feitas e tens a satisfação de fazê-lo tu mesmo, sem dependeres de tecnologias.

8. Desliga a televisão. A televisão gasta energia e não é a melhor forma de entretenimento que existe. Alternativas como ler um livro são mais benéficas e permitem poupares energia – mesmo à noite, quando precisares de luz para ler.

9. Antes de saíres de casa vê se deixaste alguma coisa ligada. Quando não estás em casa não precisas da televisão a falar sozinha.

1 de 5
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 1
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 2
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 3
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 4
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 5
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 6
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 7
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 8
  • Truques simples para poupares na energia em casa - image 9
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
2k

Frango à zambeziana

É um dos pratos mais populares em moçambique e também fora do país e, é uma receita simples e fácil de fazer, pois não há nenhum segredo.

Ingredientes: 

  • 1 frango
  • Sal q.b
  • Pimenta branca q.b
  • Sumo de 1 lima
  • 3 c. sopa de azeite
  • 1 folha de louro

Para o molho:

  • 1 dente de alho
  • 1 cebola
  • 1 c. de sopa de azeite
  • Sal q.b
  • 1 c. de sopa de amendoim
  • 1 chávena de leite de coco

Modo de preparo: 

Lave o frango e deixe escorrer. Rale o coco para dentro de um recipiente e, depois de ralado deite meia chávena de chá de água quente e meia de água fria. De seguida mexa muito bem até ficar um leite mais ao menos cremoso e deixe arrefecer. Aproveite para picar o alho e o sal num almofariz. Tempere o frango, colocando num tabuleiro e tempere com o preparado e a folha de louro. De seguida deite a meia quantidade do leite do coco e deixe de molho por meia hora. À parte, numa tigela junte o resto do leite de coco e um pouco de azeite. Asse ou grelhe a galinha lentamente no forno e vai regando com o preparado do leite e azeite sobre o frango até estar pronto para servir. Se gosta de picante, junte um pouco de piri-piri ao preparado.

Dica: Acompanha com mucapata, batata frita ou arroz.

Frango à zambeziana
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
50

POWER O GINÁSIO COM MAIS ENERGIA DA CIDADE NO BAÍA MALL

No Baía Mall, na Avenida Marginal, irá inaugurar, a partir do dia 3 de Fevereiro próximo, um novo espaço para a prática da actividade física, o ginásio POWER, que contará com equipamentos modernos, instrutores altamente qualificados e experientes. Esta nova unidade de negócio, com uma vista deslumbrante e panorâmica para o mar, vai oferecer aos seus alunos, diversas opções de treinos, em horários favoráveis, a partir das 5h00 às 22h00, de segunda a sexta-feira; das 7H00 às 18h00, aos sábados e das 7h00 às 12h00 aos domingos.

O POWER dispõe, também, de uma ampla varanda para treinos livres dos seus alunos.

Com preços a partir dos 2.680 meticias, o POWER irá colocar ao dispor dos seus alunos diversas aulas (modalidades), nomeadamente, aulas de Power Cycle, PowerTone, PowerHiit, PowerStep, Pilates, AfroDance, Strong, Zumba, PowerSweat, TRX, Muay Thai e Ginástica Infantil, para além das novidades Power Fit (CrossFit), PowerPump, PowerDance e PowerXigubo.

Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
226

Plantas que podem diminuir a humidade em casa

Em média, 93% do nosso tempo é gasto em interiores, o que significa que a manutenção de um nível ideal de humidade dentro de casa é essencial para uma vida saudável. Um ambiente húmido actua como terreno fértil para o mofo e as bactérias, e pode causar danos extensivos à estrutura do teu lar.

Se a humidade dentro de nossa casa é muito alta, pode levar a uma série de sintomas indesejados, tais como olhos aquosos, espirros, tosse, prurido, fadiga, tonturas, congestionamentos nasais e infecções respiratórias.

Esse cheiro húmido de mofo ou moldura podres não fazem parte do ambiente ideal que tu precisas, e eles podem até mesmo deixar-te com mau humor, levando à depressão. Um estudo descobriu que existem “relações negativas significativas entre os níveis de humidade relativa e humor, que representam uma medida de felicidade”. Outros estudos concluíram que seus níveis de saúde e felicidade podem ser influenciados pelos níveis de humidade.

Muitas pessoas não sabem por que ficam doentes regularmente, mas pode ser por altos níveis de humidade no ambiente doméstico. No entanto, há uma solução natural e fácil para este problema: plantas. Isso mesmo. Confere.

Slider

1- SAMAMBAIA: Esta planta atraente e exótica prospera em climas húmidos, absorvendo naturalmente a humidade que está no ar. A samambaia também remove toxinas perigosas, como xileno, formaldeído e benzeno presentes no ambiente. Essas plantas são deslumbrantes penduradas em cestas, ou em qualquer lugar no teu lar. Lembra-te de manter a luz solar directa e regá-las com água regularmente para mantê-las em bom estado.

2- CLOROFITO: Esta linda planta, com suas longas e arqueadas folhas, é conhecida por remover até 90% das toxinas no ar em apenas 48 horas. Uma vez que as folhas desta planta crescem tão rapidamente, elas são muito úteis na absorção de substâncias prejudiciais, como o mofo, e também podem ajudar a equilibrar os níveis de humidade.

3- LÍRIOS-DA-PAZ: Este lírio ajuda a reduzir os níveis de humidade, pois o absorve através das folhas. É muito fácil de crescer e exige pouca luz solar para prosperar, tornando-a ideal para aqueles que não são bons em cuidar de plantas. Além de reduzir os níveis de humidade, os lírios-da-paz também tem o benefício adicional de purificar o ar de toxinas e poluentes. Tu deves considerar manter estas plantas na tua casa de banho, pois ajudam a manter a cortina do chuveiro e os azulejos livres de mofo.

4- HEDERA HELIX: Esta planta é fantástica para quem tem animais de estimação, pois pode diminuir a quantidade de matéria fecal no ar. Também ajuda a absorver o formaldeído, o que é mais comum do que tu pensas, porque é encontrado em tratamentos de carpetes, móveis e produtos de limpeza doméstica. Adicionando mais vantagens a esta planta especial, ela pode remover mofos comuns em locais húmidos. Cuidar da hederahelix é simples: ela precisa de uma quantidade mínima luz solar e solo húmido. É melhor mantê-la em um pote pendurado, para que possa absorver a humidade que sobe.

1 de 5
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 1
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 2
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 3
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 4
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
161

Decoração de final de ano com garrafas de vidro

Faltam poucos dias para chegada do ano novo, e com isso muitas famílias já estão a preparar-se para esta celebração.

Nestas horas, a montagem da decoração para celebrar o final de ano é uma tarefa muito prazerosa, e que pode ser feita com o uso de inúmeras dicas de artesanato.

Uma delas é o uso das garrafas de vidro, que podem ser decoradas em estilos bem diversificados, e com isso vão ser muito bem vindas como enfeites para cada cantinho da casa.

Slider

1 de 5
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 1
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 2
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 3
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 4
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 5
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 6
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 7
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k