Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico

rolo de papel higiénico pode ser reutilizado de diversas maneiras. Hoje trouxemos algumas dicas criativas de os reutilizares para fazeres com as crianças. Elas certamente vão adorar.

Slider

1. MINI HORTA: Que tal utilizares os rolos de papel higiénico para preparares uma mini horta com os temperos preferidos?

2. ORGANIZAR AS SOBRAS DE PAPEL DE PRESENTE: Normalmente, logo depois do Natal, ficamos cheias de rolos de papel de presentes e abertos, não é? Uma dica para organizares é reutilizares os rolos de papel higiênico como na foto.

3. ORGANIZAR OS CARRINHOS E BONECOS DE LEGO: Fica lindo no quarto dos meninos, não achas? O único problema é que deve acumular muita poeira.

4. COMEDOURO PARA PÁSSAROS: Podes testar esta dica até na varanda da tua casa! Passa manteiga de amendoim e depois coloca comida de pássaro como se estivesses a passar granulado no bolo. Fica interessante, não?

5. LANTERNAS DECORATIVAS: Estas lanternas são óptimas para serem usadas em festas infantis. O tecto fica bem colorido e as crianças podem ajudar nos preparativos.

6. CESTINHOS PARA BRINDES: Os rolos podem ser reutilizados para lindos cestinhos de brindes no aniversário do teu filho. Para decorares o cestinho podes usar contact ou até mesmo fita Scotch Expression.

7. PORTA-GANCHOS: Adoramos também esta ideia e temos certeza que as meninas também :-)

1 de 5
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 1
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 2
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 3
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 4
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 5
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 6
  • Sete formas criativas de reutilizares rolos de papel higiénico - image 7
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
491

Entrevista de emprego: 10 erros fatais!

Num momento em que a taxa de desemprego atinge níveis altos no país e em que centenas ou mesmo milhares de pessoas se gladiam por uma mesma oferta de trabalho é imperativo causares uma excelente impressão durante uma entrevista de emprego. E para conseguires impressionar positivamente o recrutador é necessário evitares alguns deslizes durante a entrevista. O teu Banco dá-te a conhecer os 10 erros fatais que mais frequentemente são cometidos durante uma entrevista de emprego e que podem comprometer o objectivo de conseguires o trabalho dos teus sonhos.

Slider

1. CHEGAR ATRASADO: Como se costuma dizer: só existe uma oportunidade para causares uma boa primeira impressão. Por muito bom que seja o teu currículo se chegares atrasado a uma entrevista de emprego causará uma imagem negativa. Os atrasos são sinónimo de desleixo e irresponsabilidade.

2. NÃO ESTARES PREPARADO: Para garantires que a entrevista será bem sucedida tens de fazer o teu trabalho de casa. Pesquisa informações sobre a história e a filosofia da empresa à qual te estás a candidatar. Usa estas informações para demonstrares que conheces a empresa.

3. VESTIRES-TE DE FORMA DESADEQUADA: Uma imagem vale mais do que mil palavras. Mas isso não significa que tens de ir a todas as entrevistas de fato e gravata. Se estiveres a concorrer para uma vaga de nadador Salvador, por exemplo, poderá ser exagerado compareceres vestido de fato e gravata. Mas se concorreres a um emprego numa instituição bancária não deverá ter um ar descontraído.

4. FALARES MAL DO ANTIGO EMPREGO: Guarda os desabafos e as amarguras relativas às tuas anteriores experiências profissionais para ti. Não digas que odiaste o teu anterior trabalho, ou o que o teu chefe era uma má pessoa. Tais inconfidências só jogarão contra a tua imagem.

5. COLOCARES QUESTÕES INCOVENIENTES: A revista Fortune publicou um artigo com as perguntas mais inconvenientes colocadas pelos candidatos a um emprego durante as entrevistas. Perguntas como “Para que serve este trabalho?”, “Posso tirar folga no meu dia de aniversário?” ou “Posso pedir um adiantamento do meu salário?” são alguns exemplos de questões a evitar.

6. DEMONSTRARES DEMASIADA AUTO-CONFIANÇA: Mostrares confiança nas tuas capacidades pode ajudar-te a mostrares à empresa que és realmente o candidato ideal para o lugar. No entanto, tenha cuidado ao mostrares e salientares os teus pontos fortes: não caia no erro de sobrevalorizares-te, pois o teu interlocutor poderá confundir confiança com arrogância.

7. NÃO MOSTRARES QUE ÉS A MELHOR ESCOLHA PARA AQUELE LUGAR: Se uma atitude demasiado confiante pode jogar contra ti, um comportamento demasiado passivo e modesto também não é uma boa estratégia. Tens de mostrar que és a pessoa ideal para o cargo em questão. Destaca os teus pontos fortes, estabelece contacto visual e cria empatia com o interlocutor.

8. NÃO PENSARES ANTES DE RESPONDERES: A ansiedade e o nervosismo levam muitos candidatos a precipitarem-se nas respostas que dão.Pensa e estrutura mentalmente a tua resposta antes de verbalizá-la.

9. NÃO COLOCARES QUESTÕES: É um sinal de motivação e de interesse dos candidatos quando eles próprios fazem perguntas sobre a empresa e sobre o processo de selecção. Por isso se tens alguma dúvida, não te sintas inibido de colocares questões.

10. MENTIRES: Diz o ditado que “mais depressa se apanha um mentiroso, do que um coxo”. Não mintas nem durante a entrevista, nem sobre o teu currículo, pois passarás a ideia de que és uma pessoa pouco honesta e confiável. Por exemplo, jamais diga que és fluente numa língua estrangeira, quando não dominas a língua.

1 de 5
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 1
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 2
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 3
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 4
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 5
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 6
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 7
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 8
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 9
  • Entrevista de emprego: 10 erros fatais! - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
5k

7 ideias para reutilizares copos descartáveis

Quem diria que aqueles copos descartáveis que sobram de uma festa podem servir para muitas inspirações artesanais? Pois é! Não precisa te livrar destes objectos, dá para customizares e reutilizares de maneiras simples e práticas.

Tu podes fazer desde brinquedos e enfeites para mesa. Tudo é uma questão de colocares a mente para funcionar e deixares a criatividade aflorar! Para te ajudar, fizemos uma lista de 7 ideias para reutilizares copos descartáveis que vão te impressionar!

Slider

1. Não tens dinheiro? Inova com um lindo arranjo de mesa feito de copos descartáveis! Não precisas de itens muito sofisticados.

2. Brinquedos em formato de animais, como estes porquinhos.

3. Uma caixinha customizada para as meninas! Basta usares papel e a criatividade!

4. Aumenta o som do teu smartphone com esta dica :-)

5. Outra ideia interessante para lembrancinhas que dá para customizares e personalizares do teu jeito

6. Para uma festa infantil, sapatinhos feitos de copo plastico!

7. Olha para este sapinho totalmente artesanal e customizado! Veja como copos descartáveis são versáteis!

1 de 5
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 1
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 2
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 3
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 4
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 5
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 6
  • 7 ideias para reutilizares copos descartáveis - image 7
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
772

Dicas para escolheres o a formação superior ideal

O último ano do Ensino Médio é uma das etapas mais importantes da vida de um estudante. É sinal de que o exames aproximam-se e, com eles, a oportunidade de tomar decisões que poderão afetar todo o seu futuro.

Este momento pode ser tão empolgante quanto assustador, afinal, tens uma enorme responsabilidade em tuas mãos. Se chegaste nesta etapa sentindo-te perdido, sem saber o que queres e muito menos como decidires qual curso superior fazer.

Neste artigo, te apresentaremos 6 dicas para ajudar-te a fazer uma auto-avaliação, pesquisar melhor sobre as possibilidades disponíveis e descobrires qual é curso ideal para ti.

 

1. Analisa as tuas preferências

O primeiro passo para guiar a tua decisão é refletires sobre quais são as áreas que mais gostas. Pensa nas disciplinas que fazes atualmente: tu é do grupo dos que adoram Matemática? És um grande apreciador das aulas de História? Contas os dias para treinares as tuas habilidades nas aulas de Inglês ou Espanhol?

A partir desta análise, conseguirás saber, ao menos, qual grande área do conhecimento como as ciências humanas, exatas, biológicas, sociais ou da linguagem, encaixam-se melhor com o teu perfil pessoal. Com isto bem definido, conseguirás, no mínimo, eliminar muitas possibilidades e direcionares melhor as tuas opções.

 

2. Avalia as tuas habilidades

Identificar tuas habilidades pessoais é uma etapa tão importante quanto descobrires quais são as tuas preferências. Na hora de fazeres a “sondagem” dos cursos de licenciatura, é preciso ir além do gosto pessoal: deves considerar quais são os teus talentos, aquilo fazes bem, tuas características positivas e também as negativas, afinal de contas, o ideal é investir nos teus pontos fortes.

Na maioria das vezes, as habilidades pessoais coincidem com as nossas preferências, mas nem sempre é assim. Pode acontecer que gostes das aulas práticas de Química, por exemplo, mas tens bastante dificuldade para lidar com as fórmulas e cálculos.

Neste momento, deves pensar bem se não vale mais a pena dedicares-te a uma área que tenhas mais facilidade e, é claro, que também te dê prazer.

 

3. Pensa nas tuas expectativas e prioridades

Outro ponto importante a ser considerado na hora da escolha do curso de licenciatura é o que planeaste para o teu futuro. Para isto, é importante identificares quais são as tuas expectativas de vida e o que tens como prioridade não só no presente, mas também para o futuro.

Um bom exercício para obteres estas respostas é te questionares sobre qual é o padrão de vida que desejas ter. Pretendes ganhar dinheiro e desfrutar de uma vida luxuosa? Ou te importas pouco com bens materiais e desejas apenas teres conforto e alguma estabilidade? Estás disposto a sacrificar as tuas preferências pessoais por uma carreira com maior retorno financeiro?

É necessário lembrar que, enquanto algumas profissões são mais valorizadas no mercado e pagam salários mais altos, outras têm rotinas mais tranquilas e flexíveis.

 

4. Conhece a fundo cada curso

Neste ponto, já deves ter selecionado pelo menos algumas opções de cursos de licenciatura, correcto? Então, chegou a hora de tirares o foco de ti mesmo e estudares cada uma das possibilidades de forma prática.

A internet está repleta de informações sobre os mais diversos cursos, basta uma boa pesquisa nos grandes buscadores para encontrares sites e blogs com detalhes de cada um deles, como a duração, as áreas de atuação e a grade curricular.

Outra boa maneira de saberes mais sobre os cursos que desejas fazer é participando das feiras de profissões que são promovidas por algumas instituições de ensino. Neste tipo de evento, é possível assistires palestras ministradas pelos coordenadores e professores dos cursos em questão, conheceres mais sobre a abordagem da instituição e tirares dúvidas diretamente com eles.

 

5. Estuda o mercado de trabalho

Como mencionamos nos tópicos anteriores, a escolha do curso ideal não se baseia simplesmente em gosto pessoal. As questões práticas também devem ser consideradas, e a situação do mercado de trabalho é um ponto que tem bastante peso.

A internet também é uma boa aliada para descobrires como anda o mercado, qual é a demanda por profissionais, a média de horas trabalhadas e a faixa salarial, por exemplo.

Você também pode conversar com parentes e conhecidos que já actuam na área para descobrires mais sobre o dia a dia da profissão, quais são as vantagens e os principais desafios, tanto para quem está no início da carreira quanto para aqueles que já estão consolidados profissionalmente.

 

6. Faz testes vocacionais

Se chegaste até aqui e ainda não conseguiste tomar uma decisão sobre o melhor curso de superior para ti, nossa dica final é procurares um bom teste vocacional para auxiliar-te a ter mais autoconhecimento.

Existem inúmeras opções de testes vocacionais, muitos deles disponibilizados gratuitamente na internet ou até mesmo pelas instituições de ensino. Faz uma pesquisa em sites confiáveis e conversa e pede a orientação da equipe pedagógica da tua escola, se for o caso.

Outra opção é buscares ajuda de profissionais especializados em orientação vocacional, como psicólogos, psicopedagogos e coachs. Eles farão um trabalho personalizado e mais aprofundado, o ajudando a identificar as tuas características pessoais, preferências e habilidades que influenciarão na escolha do curso ideal para ti.

Esperamos que as nossas dicas de hoje possam te ajudar a direcionar a tua escolha para que tu tomes a melhor decisão para o teu futuro. Mas não te esqueças: nada na vida é definitivo e, caso faças uma opção equivocada, sempre há tempo para voltares atrás e escolheres um curso superior novamente.

Então, não tenhas medo de mudar de ideia caso descubras que o que escolheste não é exatamente o que esperavas.

 

Dicas para escolheres o a formação superior ideal
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
53

Como apagar vários contactos no iPhone de uma só vez?

De forma nativa o iOS não permite que se apaguem múltiplos contactos , para tal temos de entrar individualmente em cada um deles e seleccionar a opção de eliminar.

Para nos ajudar nessa tarefa dolorosa, temos uma aplicação que nos ajuda a seleccionar múltiplos contactos para os eliminarmos de uma só vez. A app que se pode encontrar gratuitamente na App Store chama-se “Groups“. O utilizador vai poder eliminar de todos os contactos duplicados no seu iPhone de uma forma simples e eficaz.

Muitas vezes os contactos duplicados surgem quando adicionamos contas de outros serviços. O iCloud é uma ajuda fundamental para nos ajudar a apagar os contactos mais facilmente, mas vamos utilizar o Groups que nos ajuda a fazer isso pelo próprio iPhone. O Groups é extremamente fácil de utilizar, é apenas um pouco irritante as publicidade que surgem no meios dos contactos.

Vamos lá a ver como funciona o Groups:

  1. Primeiro de tudo tens de ir à App Store para fazeres o download da app;
  2. Depois de instalado tens de abrir a app;
  3. Quando te for solicitada a autorização de segurança para o Groups poder aceder aos contactos, só tens de autorizar;
  4. Depois entras na app, tens de seleccionar “All Contacts”, para conseguirmos aceder à listagem de todos os contactos existentes na tua agenda;
  5. Seguidamente tens de seleccionar as opções que se encontram duplicadas;
  6. Depois de teres os contactos todos seleccionados tens de (no topo), escolher a opção que pretendes, neste caso é o “Delete contacts”;
  7. Para finalizar tens de confirmar a opção com o “remove from my iPhone“.

É apenas isto, nada mais. O melhor de tudo é que é gratuito.

Como este programa existem centenas deles, mas o Groups é o mais intuitivo e fácil de utilizar.

 

 

 

 

Como apagar vários contactos no iPhone de uma só vez?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
382

Os erros financeiros mais cometidos pelos jovens

Ouvir um “não” nunca é fácil. Especialmente para uma criança ou adolescente. No entanto, aprender a aceitar uma resposta negativa por parte dos pais é uma das mais básicas lições financeiras que uma criança poderá aprender. Não só porque pode aprender a dar valor ao dinheiro, mas também porque percebe o valor que a despesa poderá ter no orçamento da família. Incutir responsabilidades desde cedo na forma como se trata o dinheiro, pode evitar no futuro problemas graves que podem definir a vida do jovem adulto. Desta forma, o BCI apresenta-te alguns erros praticados numa idade jovem mas que podem influenciar a sua vida adulta.

Slider

1. NÃO TERES NOÇÃO DA IMPORTÂNCIA DA POUPANÇA: Aprender a poupar é um ponto bastante importante na vida futura do teu filho. Ter poupanças desde cedo poderá ajudá-lo a ir para a universidade, comprar um carro, fazer uma viagem ou permitir um investimento. Além disto, a poupança é importante para ajudar o teu filho a fazer face a imprevistos financeiros que o podem atingir.

2. NÃO ACOMPANHARES OS SEUS GASTOS: Seguires o rasto às suas despesas é uma maneira de perceberes onde está a gastar demasiado dinheiro. No entanto, este não é um hábito muito generalizado na maior parte dos jovens. Sendo que muitos jovens ainda vivem com os pais, muitos deles acabam por gastar toda a mesada que recebem sem terem a preocupação pelo controlo das despesas. Mas se ao fim do mês os jovens fizerem as contas ao quanto gastam em refeições fora de casa, cinema ou naquelas peças de roupa que não conseguiram resistir, irão perceber que uma parte do seu rendimento foi gasto em artigos ou serviços supérfluos. Ao terem consciência dos seus gastos será também mais fácil perceberem onde poderão cortar para futuras poupanças e utilizá-las para objectivos futuros.

3. NÃO SABEREM USAR O CARTÃO DE CRÉDITO: Se não são incutidos nos jovens limites nas suas compras, assim que ele atingir a idade adulta torna-se mais difícil respeitar os próprios limites. Limitar a quantidade de gastos é já de si um problema para quem não está habituado a orçamentar, mas com a utilização do cartão de crédito esta tarefa pode tornar-se num problema ainda maior. Para evitares situações de endividamento excessivo é importante que os jovens tenham em conta alguns conselhos para o uso correcto do cartão de crédito. Por exemplo, é importante escolher um cartão com um limite de crédito não muito elevado, adequado ao orçamento do jovem.

4. NÃO SABEREM INVESTIR: Investir o mais cedo possível é um conselho dado por muitos especialistas. Já que quanto mais cedo começarem a investir as suas poupanças de acordo com os seus objectivos e o seu perfil de investimento, mais depressa verão o seu pé-de-meia crescer. Contudo, para quem não conhece o mundo dos investimentos poderá ser difícil gerar mais-valias e facilmente perder parte do capital investido, deixando os jovens numa situação difícil para o futuro. Por isso mesmo é fulcral ter em conta alguns conselhos de investimento antes de tomar uma decisão sobre como devem aplicar o seu dinheiro. É importante escolherem os melhores produtos financeiros adequados ao seu perfil de investidor, saber diversificar as suas poupanças e ler a ficha informativa das aplicações financeiras antes de investir.

1 de 5
  • Os erros financeiros mais cometidos pelos jovens - image 1
  • Os erros financeiros mais cometidos pelos jovens - image 2
  • Os erros financeiros mais cometidos pelos jovens - image 3
  • Os erros financeiros mais cometidos pelos jovens - image 4
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
4k

O que fazer quando tens que voltar para casa dos teus pais depois de terminar a faculdade?

Para muitos jovens, a primeira saída de casa dos pais acontece quando vão fazer a faculdade. Por vezes, fixam-se numa cidade diferente daquela onde cresceram. No entanto, para cada vez mais jovens, esta saída nem sempre é definitiva. Muitos regressam a casa dos pais depois de finalizarem o curso, o que os obriga a algumas alterações no estilo de vida a que estavam habituados. Saiba o que fazer quando tem que voltar para casa dos pais depois da universidade.

 

1.  Saiba com o que contar em termos financeiros.

Se, durante o tempo em que viveste fora de casa, vivias da mesada paga pelos teus pais, fala com eles acerca de como vai ser depois do regresso a casa. Se eram eles que pagavam as despesas relacionadas com o alojamento, agora que estás de volta a casa é sensato receber menos do que antes, uma vez que terás menos gastos.

 

2. Define objetivos e traça planos.

Encara o regresso como algo temporário e aproveita para definir o que vais fazer a seguir. Para te manteres motivado, é importante definires uma data de saída (mesmo que depois não a cumpras), nem que seja apenas para ti. No entanto, seja realista e evita sair antes de ter a certeza de conseguires ter independência financeira.

 

3. Procura trabalho activamente.

Não aproveita o regresso a casa para tirares umas férias por tempo indeterminado. Nos primeiros dias após o fim do curso, podes e deves aproveitar para descansar, mas continue atento às ofertas de trabalho que possam aparecer. Atualiza o teu currículo e começa a procurar trabalho de forma pró-activa o mais rapidamente possível.

 

4. Começa a pagar o empréstimo-estudante.

Durante o período de procura de emprego, mesmo enquanto viveres da mesada dos teu seus pais, faz a gestão do teu dinheiro de modo a começares a pagar o eventual empréstimo-estudante. Não espera até teres um salário para começares a reembolsar a dívida, mesmo que apenas consigas fazer pequenas amortizações.

 

5. Começa a poupar.

Do mesmo modo que não deves esperar por um futuro salário para vires a reembolsar o empréstimo-estudante, também não deves adiar o início das poupanças. Mais vale poupares pouco do que não poupares nada. Lembra-te de que vais precisar do dinheiro acumulado quando voltares a sair de casa.

 

6. Define fronteiras.

Depois de passares algum tempo apenas a depender de si próprio, pode ser difícil voltar ao convívio com a família e teres de cumprir os horários familiares. Se antes não precisava de avisares se jantava, agora deve fazer. Se, entretanto o teu quarto já tinha sido utilizado para outras funções, mostra-te compreensivo, mas não hesita em explicar de forma calma e ponderada que gostarias de voltar a ter o teu espaço e a tua privacidade.

 

 

O que fazer quando tens que voltar para casa dos teus pais depois de terminar a faculdade?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
68

10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber!

O papel alumínio é o queridinho das donas de casa na hora de cobrirem as tigelas sem tampa, ou forrar as formas que vão abrigar alimentos que soltam muito líquido e gordura, como frangos, carne suína ou bovina a serem assadas. Porém, o seu uso vai muito além do que a maioria das pessoas conhece.

Vê aqui dez maneiras diferentes que tu podes utilizar o papel alumínio de modo a resolveres pequenos problemas do dia-a-dia da tua casa:

Slider

1. PASSAR AS ROUPAS MAIS RÁPIDO: Colocar algumas folhas sob a cobertura da tábua de passar faz com que haja a retenção do calor do ferro também na tábua, tornando o processo mais ágil.

2. PROTEGER MAÇANETAS E DOBRADIÇAS DE RESPINGOS: Na hora de pintares as portas, cobrires as maçanetas e dobradiças com papel alumínio é uma boa dica para evitar que estas percam seu brilho original.

3. MOVER MÓVEIS PESADOS COM FACILIDADE: Par tal basta colocares pedaços de papel alumínio em baixo dos pés do móvel e arrastá-lo. O papel alumínio, além de não arranhar o piso, promove um fácil deslizamento.

4. MANTER O PÃO QUENTE: Para segurares o calor do pão quentinho a ser servido à mesa, basta forrares a forma em que ele será disposto com papel alumínio. Se não quiseres que o papel alumínio apareça, faz uma camada acima com guardanapos de papel.

5. CONSERVAR BANANAS: Coloca papel alumínio envolvendo a parte do talo do cacho de bananas e evita que elas fiquem acastanhadas com o tempo.

6. AFIAR TESOURAS OU FACAS: O papel alumínio é ideal para amolar e afiares aquela tesoura ou faca cega que tu tens em casa. Tu só precisas amassar o papel alumínio e começares a cortar com a tesoura ou a faca cega. Faz este procedimento mais de 10 vezes e ela já estará apta a cortares muito mais que antes. E cuidado para não te cortares, pois ela vai ficar afiada mesmo!

7. EVITAR SUJIDADE NO FOGÃO: Se tu forrares o fogão com o papel alumínio, ficará bem mais fácil limpá-los nas horas oportunas. Tu podes apenas substituir o papel alumínio ou tirar para limpá-lo e colocá-lo novamente. Lembrando que tu vais ter que fazer os furos das bocas do teu fogão para que o papel alumínio encaixe direitinho

8. TIRAR O MAU CHEIRO NA GELEIRA: Para que a nossa geleira não fique com cheiro de alho ou qualquer outro alimento, basta cobrires os alimentos com rolo plástico e depois com papel alumínio. Isto evita o cheiro e mantém a humidade do alimento.

9. ADAPTAR PILHAS COM PAPEL ALUMÍNIO: Se tu só tens pilhas pequenas, ao invés das pilhas médias necessárias, faz bolinhas de papel alumínio e usa-as para adaptares as pilhas ao aparelho eletrônico, como mostra a imagem.

10. LAVAR ROUPA NA MÁQUINA: Com bolinhas de pedaços de papel alumínio dá para tirares a estática das roupas secas, é só lançares para dentro da máquina com as outras roupas e colocares a máquina para trabalhar.

1 de 5
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 1
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 2
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 3
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 4
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 5
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 6
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 7
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 8
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 9
  • 10 utilidades diferentes do papel alumínio que tu precisas saber! - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
2k

4 Aplicações gratuitas para criares fotografias inéditas

A fotografia é o principal atractivo dos smartphones actualmente. As câmaras estão cada vez mais evoluídas e as marcas oferecem softwares mais desenvolvidos, preparados para disparar, editar e partilhar.

Mas existem softwares extras que podem elevar ainda mais a qualidade das tuas fotografias e é deles que hoje vamos falar.

 

1.   Snapseed:

Snapseed é uma das melhores aplicações para edição de imagem no segmento mobile, sendo que é suportada pela Google. Está disponível para Android e iOS de forma gratuita, oferecendo opções de edição avançadas, ao nível de um software profissional.

 

OPÇÕES E FUNCIONALIDADES
  • Aperfeiçoar:utiliza esta função para efectuar ajustes automáticos, permitindo correções instantâneas.
  • Detalhes:realça os detalhes com uma melhoria tradicional da nitidez ou com o controlo de estrutura exclusivo que destaca o tema da foto.
  • Recortar e rodar:recorta imagens para formatos padrão ou recorte livremente; rode a 90°, endireite ou rode livremente conforme pretenderes.
  • Transformar:ajuste a perspetiva em eixos verticais e horizontais e, em seguida, preencha as áreas vazias após a rotação.
  • Pincel:aplica efeitos de forma seletiva a partes de uma imagem.
  • Reparar: remove poeira e sujidade da imagem sem deixar vestígios.
  • Vinheta:ajusta o brilho ao redor do tema de uma imagem; inclui um controlo para posicionar o efeito livremente.
  • Filtros profissionais:Efeito esbatido, Brilho Glamour, Contraste de tons, Panorama HDR, Drama, Vintage… e muitos mais.

 

2. Glitch

Glitch! é uma app para Android que permite transformares as tuas imagens e fotos de uma forma profunda e sempre diferente, com base num conjunto de filtros, que simulam falhas electrónicas com que todos nós já nos deparámos, dando um ar contemporâneo às imagens.

A app não permite fazeres os ajustes típicos já enunciados acima mas, escolhendo o filtro pretendido, com um simples toque no ecrã poderás criar uma imagem baseada no mesmo.

 

 

Todas as imagens criadas podem ser gravadas na galeria do smartphone ou partilhadas diretamente nas suas redes sociais. A Glitch é uma aplicação gratuita, mas que dispõe de uma série de outros filtros e opções numa versão paga.

 

3. Foodie

Para quem gosta de fotografar comida, esta pode ser a app que procura. Foodie conta com mais de 30 filtros para aplicares durante a captura da imagem (foto ou vídeo) ou para aplicares posteriormente, a qualquer foto da galeria.

Depois de captadas e aplicados os filtros pretendidos, existe a possibilidade de partilhar a imagem diretamente nas redes sociais.

 

4. Adobe Photoshop Express

Sim, pode ter o tão afamado Photoshop no teu smartphone. A Adobe disponibiliza para as 3 principais plataformas móveis um editor de imagem bastante completo que no final permite partilhá-las pelas redes sociais.

OPÇÕES E FUNCIONALIDADES
  • O bárico:Cortar, corrigir, girar e virar fotos. Eliminar olhos vermelhos e olhos brilhantes.
  • Correção automática:ajustar com um toque o contraste, a exposição e o equilíbrio de branco.

 

 

Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
340

Como preparar financeiramente a chegada de um bebé?

Antes da chegada de um filho convém te sentires preparado financeiramente para a despesa que ele acarreta. O BCI ajuda-te a perceberes como podes construir um orçamento para o teu bebé.

Slider

1. PREPARA-TE ANTES DE ENGRAVIDARES: Nem todos os filhos são planeados, mas se estás a pensar em engravidar podes começar por tomar alguns passos que ajudem a preparares o teu orçamento. Olha para as tuas poupanças e para o teu rendimento e verifica se consegues suportar financeiramente a chegada de um bebé. Faz contas aos gastos previsíveis: além das fraldas e da alimentação, não te esqueças das despesas de saúde e preveja já os encargos que terás quando colocares o teu filho numa creche. Para teres a certeza de que o teu orçamento está preparado para a chegada de mais um elemento experimenta viver durante alguns meses só contando com um salário de um dos elementos do casal. Além disto, se tens um seguro de saúde ou estás a pensar em subscrever um seguro desta natureza analisa se a apólice inclui a cobertura de parto e quais as condições em que poderás accionar esta cobertura.

2. ESTIPULA UM ORÇAMENTO PARA O BEBÉ: Decide primeiramente quanto queres gastar na compra de mobília para o quarto do bebé e na cadeira e carrinho de transporte, uma vez que estas serão as compras mais dispendiosas nos primeiros tempos. Pergunta aos teus familiares e amigos que têm filhos o que podem dispensar em roupa, brinquedos ou até outro tipo de acessórios para bebé, que possa aproveitar, mas também informares-te sobre aquilo que realmente necessitas. Compra a mobília em segunda mão, por exemplo, e seja criativo no seu uso futuro quando o bebé já não precisar. Faz as tuas compras faseadas de forma a não sobrecarregares o teu orçamento familiar. Começa também a pesquisar creches, de forma a perceberes qual a melhor que se adequa ao teu nível de exigência no que toca à educação do teu filho e ao tamanho da tua carteira.

3. DEPOIS DA CHEGADA DO BEBÉ: A partir de agora, o teu estilo de vida irá alterar-se na medida em que as saídas para jantar com os amigos serão mais escassas com um recém-nascido em casa. Poupa os meticais ias gastar com este tipo de despesas e guarda-os para uma despesa imprevista. É imperativo que inicies uma conta-poupança em nome do teu filho com o objectivo de pagares a creche, ou a universidade ou até a compra de um carro, quando ele atingir a maioridade. Mesmo que se tratem de pequenos montantes, não deixe de poupar. Podes, por exemplo, subscrever à Conta Futuro BCI, uma solução de poupança a prazo, pensando no futuro dos teus filhos menores, com uma remuneração atractiva e que cresce continuamente através de reforços. Uma solução perfeita!

1 de 5
  • Como preparar financeiramente a chegada de um bebé? - image 1
  • Como preparar financeiramente a chegada de um bebé? - image 2
  • Como preparar financeiramente a chegada de um bebé? - image 3
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
408