Plantas que podem diminuir a humidade em casa

Em média, 93% do nosso tempo é gasto em interiores, o que significa que a manutenção de um nível ideal de humidade dentro de casa é essencial para uma vida saudável. Um ambiente húmido actua como terreno fértil para o mofo e as bactérias, e pode causar danos extensivos à estrutura do teu lar.

Se a humidade dentro de nossa casa é muito alta, pode levar a uma série de sintomas indesejados, tais como olhos aquosos, espirros, tosse, prurido, fadiga, tonturas, congestionamentos nasais e infecções respiratórias.

Esse cheiro húmido de mofo ou moldura podres não fazem parte do ambiente ideal que tu precisas, e eles podem até mesmo deixar-te com mau humor, levando à depressão. Um estudo descobriu que existem “relações negativas significativas entre os níveis de humidade relativa e humor, que representam uma medida de felicidade”. Outros estudos concluíram que seus níveis de saúde e felicidade podem ser influenciados pelos níveis de humidade.

Muitas pessoas não sabem por que ficam doentes regularmente, mas pode ser por altos níveis de humidade no ambiente doméstico. No entanto, há uma solução natural e fácil para este problema: plantas. Isso mesmo. Confere.

Slider

1- SAMAMBAIA: Esta planta atraente e exótica prospera em climas húmidos, absorvendo naturalmente a humidade que está no ar. A samambaia também remove toxinas perigosas, como xileno, formaldeído e benzeno presentes no ambiente. Essas plantas são deslumbrantes penduradas em cestas, ou em qualquer lugar no teu lar. Lembra-te de manter a luz solar directa e regá-las com água regularmente para mantê-las em bom estado.

2- CLOROFITO: Esta linda planta, com suas longas e arqueadas folhas, é conhecida por remover até 90% das toxinas no ar em apenas 48 horas. Uma vez que as folhas desta planta crescem tão rapidamente, elas são muito úteis na absorção de substâncias prejudiciais, como o mofo, e também podem ajudar a equilibrar os níveis de humidade.

3- LÍRIOS-DA-PAZ: Este lírio ajuda a reduzir os níveis de humidade, pois o absorve através das folhas. É muito fácil de crescer e exige pouca luz solar para prosperar, tornando-a ideal para aqueles que não são bons em cuidar de plantas. Além de reduzir os níveis de humidade, os lírios-da-paz também tem o benefício adicional de purificar o ar de toxinas e poluentes. Tu deves considerar manter estas plantas na tua casa de banho, pois ajudam a manter a cortina do chuveiro e os azulejos livres de mofo.

4- HEDERA HELIX: Esta planta é fantástica para quem tem animais de estimação, pois pode diminuir a quantidade de matéria fecal no ar. Também ajuda a absorver o formaldeído, o que é mais comum do que tu pensas, porque é encontrado em tratamentos de carpetes, móveis e produtos de limpeza doméstica. Adicionando mais vantagens a esta planta especial, ela pode remover mofos comuns em locais húmidos. Cuidar da hederahelix é simples: ela precisa de uma quantidade mínima luz solar e solo húmido. É melhor mantê-la em um pote pendurado, para que possa absorver a humidade que sobe.

1 de 5
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 1
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 2
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 3
  • Plantas que podem diminuir a humidade em casa - image 4
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
107

Decoração de final de ano com garrafas de vidro

Faltam poucos dias para chegada do ano novo, e com isso muitas famílias já estão a preparar-se para esta celebração.

Nestas horas, a montagem da decoração para celebrar o final de ano é uma tarefa muito prazerosa, e que pode ser feita com o uso de inúmeras dicas de artesanato.

Uma delas é o uso das garrafas de vidro, que podem ser decoradas em estilos bem diversificados, e com isso vão ser muito bem vindas como enfeites para cada cantinho da casa.

Slider

1 de 5
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 1
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 2
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 3
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 4
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 5
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 6
  • Decoração de final de ano com garrafas de vidro - image 7
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k

Como embrulhar os teus presentes de Natal de forma criativa e sustentável

Se existe uma ideia em que todos estamos de acordo é que a melhor coisa de recebermos um presente é desembrulhá-lo. A expectativa, admirando a bela apresentação do embrulho e finalmente a alegria e satisfação de rasgares o papel de embrulho para descobrires qual é o presente lá dentro – estas são algumas das nossas coisas favoritas na vida, não é verdade? Inspira-te com as dicas que trouxemos para ti e não te esqueças de partilhar com os teus amigos.

Slider

1. JORNAL: Ao invés de gastares dinheiro comprando um papel de presente novo, que tal soltares a criatividade embrulhando o teu presente com jornal? Fica com uma aparência rústica e ainda dá para deixares tudo mais charmoso com barbantes e lacinhos.

2. PAPEL PARDO: De certeza que, ao longo do ano, tu acumulaste papel pardo aí em casa. Então, ao invés de deitá-los fora, uma boa ideia é reaproveitá-lo como papel de presente. Dá para estampares o papel com carimbos ou canetinhas brancas e enfeitares os embrulhos com barbantes e até raminhos aromáticos como o alecrim.

3. SACOLAS DE PANO: Nada como embrulhares o teu presente com uma sacola que vai ter muita utilidade ao longo do ano, inclusive ajudando o presenteado a gerar menos lixo com sacos plásticos, não é verdade?

4. PEDAÇOS DE TECIDO: Para o pessoal mais criativo, dá para usar pedaços de tecido e até panos de prato. Aproveita para escolheres uma estampa charmosa e aí basta caprichares nos nós e etiquetas pra deixares o look do presente ainda mais charmoso.

5. POTES DE VIDRO: Para finalizares, que tal dares presentes com clima de DIY (Faz Tu Mesmo) que cabem dentro de jarras de vidro? Fica com um aspecto super personalizado e o presente ainda ganha utilidade ao longo do ano. Lixo zero!

1 de 5
  • Como embrulhar os teus presentes de Natal de forma criativa e sustentável - image 1
  • Como embrulhar os teus presentes de Natal de forma criativa e sustentável - image 2
  • Como embrulhar os teus presentes de Natal de forma criativa e sustentável - image 3
  • Como embrulhar os teus presentes de Natal de forma criativa e sustentável - image 4
  • Como embrulhar os teus presentes de Natal de forma criativa e sustentável - image 5
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
662

3 questões importantes que todo universitário deve fazer antes de procurar emprego

Estar na universidade significa que estas cada vez mais próximo de começares a desenvolver a tua vida profissional. Por isso, é importante que domines as técnicas ideais de procurar emprego, mesmo que ainda não estejas a planear começar a trabalhar.

Para garantires que vais encontrar as melhores oportunidades de emprego, fica a conhecer algumas questões importantes para refletires e analisares antes de começares a procurar emprego:

 

  1. Quais são as oportunidades para estudantes com um diploma como o meu?
    É importante que saibas exatamente que oportunidades de trabalho podes encontrar tendo em conta  a tua formação. Pensa no curso que escolheu e analisa as oportunidades que tens em disposição. Desta forma, garantes que não vais deparar com frustrações quando fores procurar emprego.

 

  1. Como eu posso relacionar com as pessoas que actuam na mesma área da minha futura profissão?
    Começar a estudar planos de networking ainda durante a universidade é essencial para o desenvolvimento da tua carreira. Por isso, deves saber de que formas podes conhecer pessoas influentes na tua área profissional e como podes torná-las parte da tua rede de contactos.

 

  1. O meu currículo é adequado?
    O teu currículo é a porta de entrada para uma futura oportunidade de emprego. Assim sendo, certifica se todos os teus dados profissionais estão actualizados, e mantém o teu CV num formato adequado para atrair os recrutadores das empresas.

 

3 questões importantes que todo universitário deve fazer antes de procurar emprego
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
61

4 dicas para preparares uma ceia de natal sustentável

O fim de ano é a época onde a maioria das pessoas se reúnem com os amigos e familiares em um momento de celebração e preparam a famosa Ceia de Natal. No entanto, é possível preparares uma ceia farta sem esqueceres da saúde e sem deixares de ser sustentável?!

Sim, isto é possível! E para comermos à vontade sem agredir o meio ambiente, a Vumba convida-te a fazer uma ceia diferente, incorporando nas ceias e jantares uma pitada de sustentabilidade. Confere as 6 dicas que trouxemos para ti:

Slider

1. EVITA PRODUTOS IMPORTADOS: Que tal trocares as nozes pela castanha produzida localmente, no nosso país? É um produto nacional tão nutritivo e saboroso quanto as outras castanhas, e o melhor, o impacto na produção e comercialização é muito menor que o das importadas.

2. TROCA OS REFRESCOS POR SUMOS DE FRUTA NATURAIS: Nem precisamos dizer o quão isso é melhor para o meio ambiente e principalmente para a tua saúde e da tua família.

3. PREFERE ORGÂNICOS: Escolhe frutas e legumes orgânicos para preparares as receitas de natal. Se a tua família não abre mão de comer perus e leitões assados, que tal escolheres carnes orgânicas, produzidas por pequenos produtores?

4. CUIDADO COM O DESPERDÍCIO: Calcula bem a quantidade de comida, pois quando a mesa tem muita variedade, as pessoas tendem a comer só um pouco de cada prato.

1 de 5
  • 4 dicas para preparares uma ceia de natal sustentável - image 1
  • 4 dicas para preparares uma ceia de natal sustentável - image 2
  • 4 dicas para preparares uma ceia de natal sustentável - image 3
  • 4 dicas para preparares uma ceia de natal sustentável - image 4
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k

10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais

Hoje em dia está muito na moda ser sustentável e usares a criatividade para criares opções diferentes de árvores de natal com materiais que tu já tens aí na tua casa, sem precisares gastar muito dinheiro com isso.
Inspira-te nas ideias criativas abaixo com árvores de natal para lá de originais e cria a tua, com certeza esta decoração será a sensação da sua festa!

Slider

1. Árvore de natal feita com canos de PVC!

2. Árvore de Natal feita com saquinhos de chá.

3. Árvore de Natal feita com pedaços de ramos.

4. Árvore de Natal feita com escada.

5. Árvore de Natal feita com botões.

6. Árvore de Natal feita com almofadas.

7. Árvore de Natal feita com livros.

8. Árvore de Natal feita com balões.

9. Árvore de Natal feita com fotos e cartões postais.

10. Árvore de Natal feita com pinha.

1 de 5
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 1
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 2
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 3
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 4
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 5
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 6
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 7
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 8
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 9
  • 10 árvores de Natal diferentes, económicas e originais - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
3k

Como estudar para os exames da Universidade

É familiar esta realidade entre muitos estudantes universitários: a pouca apetência para estudar nas vésperas dos exames. Obviamente que o mais correcto e recomendado por todos os professores é o acompanhamento diário da matéria, mas a realidade é que, para um estudante universitário, nem sempre é simples optar pelo estudo dedicado e diário, principalmente quando os amigos e as saídas nocturnas falam mais alto.

Diversos estudos recentes revelam que, apesar do que está generalizado, há outras formas de se garantir um bom resultado académico, mesmo sem o acompanhamento diário da matéria universitária. No entanto, isto implica organização e método. E alguns truques que devem ser garantidos para que, na pauta das notas, a avaliação fique acima do valor mínimo de aprovação.

 

Faz um calendário de estudos

Há pessoas com capacidades de retenção muito superiores a outras,  o que significa que, para elas, um único dia de estudo intensivo poderá ser suficiente para garantirem uma total percepção de toda a matéria. No entanto, não só isto não é habitual, como ainda existe o facto de algumas disciplinas serem mais exigentes e complexas que outras. Por isso, recomendamos-te que comeces a estudar uma semana antes de cada exame.

 

Faz um programa da matéria

Tendo sete dias para estudares, o ideal é que dividas a matéria pelo tempo disponível, dedicando cinco dias à análise da matéria que sairá no exame, e os dois últimos dias à sua revisão e ao esclarecimento de dúvidas adicionais. Desta forma, será praticamente garantido que a matéria ficará retida e sem grande margem para erros ou dúvidas.

 

Estuda muito

Existe uma tendência de que “menos é mais” e é, mas não nos estudo. Aqui, o segredo é realmente apostares em estudares mais do que o normal. Para além dos cadernos de apontamentos e dos livros escolares, o ideal é complementar e confirmar o estudo em sites académicos, com outros livros e até mesmo com exames de anos anteriores. O importante é que consigas estudar toda a matéria, tendo em conta abordagens distintas, de forma a aumentares o espectro de análise de todos os temas.

 

Exercita a memória

Está provado de que o nosso cérebro é duplamente estimulado pela audição e pela visão. Por isso, e como forma de exercitares a memória e de garantires uma maior retenção da matéria, recomendamos-te que leias em voz alta a matéria e que voltes a escrever, numa simples folha de papel branco. Podes acrescentar gráficos e esquemas, que facilitarão a compreensão dos temas e que permitirão, no momento do exame, uma visualização mental dos assuntos a desenvolver.

 

Descansa!

Há estudos que referem que o nosso cérebro diminui a atividade ao fim de uma hora de exposição a um determinado tema. Por isso, é importante que faças pausas ao longo do dia de estudo – mas estamos a falar de pausas curtas (no máximo de 10 minutos), que garantam apenas uma pequena distração cerebral que te vai permitir regressar ao estudo com os níveis de atenção redobrados.

 

Não te distraias

O ambiente de estudo é essencial, principalmente nos períodos de maior tensão académica. A televisão e a música como som de fundo podem ajudar em algumas situações mas, na maior parte das vezes, não são mais do que verdadeiros elementos de distração. Por isso, o ambiente deve ser de silêncio e conforto totais. E sem nada que roube a atenção daquilo que é realmente importante: o estudo.

 

Estuda em grupo

Desde que não utilizes o convívio como factor de distração, estudar em grupo pode revelar-se um excelente método de compreensão e retenção da matéria. A possibilidade de esclarecer dúvidas com outros colegas e de debater matéria mais complexa ajuda, normalmente, a aumentar o nível de conhecimento e, logo, a prestação no momento do exame.

 

Cuida do corpo e da mente

Não adianta ter um plano de estudo, se o corpo for negligenciado. Uma alimentação rica em ómega 3, proteínas e vitaminas é essencial para dar ao organismo a energia extra que estes períodos de maior concentração exigem. Do mesmo modo, é essencial manter elevados níveis de hidratação, pelo que deves tentar consumir cerca de dois litros de água por dia. Do mesmo modo, deves garantir ainda um sono regular e tranquilo, por isso, tenta deitar-te todos os dias à mesma hora, dormindo uma média de oito horas por noite.

 

Controla a ansiedade no dia do exame

Chegado o dia do exame, é normal que sejas invadido por uma enorme sensação de nervos e ansiedade. Tal como é normal que, algumas horas antes, revejas toda a matéria e esclareças eventuais dúvidas pendentes. Mas, para aligeirar a tensão, recomendamos-te que termines o estudo pelo menos uma hora antes de iniciares o exame. Neste período, aproveita para fazeres algumas coisas que te acalmem e que te aliviem desta sensação de ansiedade: fazeres uma caminhada ou leres uma revista podem ser excelentes formas de tranquilizares o teu estado de espírito, para poderes enfrentar o exame de forma tranquila e focada.

 

Organiza o exame

Agora que o exame está à tua frente, é importante não criar desorganização mental. O ideal é que, antes de mais, leias atentamente todo o enunciado. Depois de compreendidas todas as questões, determina um tempo máximo para a realização de cada resposta. Podes ainda ter uma folha de rascunho para anotar pontos importantes que deverão ser considerados nas respostas, e que, pela pressão, poderão ser esquecidos caso não se anotem. É importante garantir ainda que, terminado o exame, restam alguns minutos para uma última revisão das respostas.

O período universitário é um dos melhores momentos do percurso das nossas vidas. E estudar não deve ser encarado como um mal necessário, mas antes como um processo que, quando bem gerido, contribuirá para o bom rendimento académico e, consequentemente, para um aumento da probabilidade de realização profissional.

Como estudar para os exames da Universidade
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
2k

10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando!

O Natal está a chegar, mas nada de ficares no vermelho com o meio ambiente. Confere aqui algumas dicas verdes.

Slider

1. Basta algumas cartolinas coloridas para disfarçares a geleia de tomate do Pai Natal :-)

2. Estas bolas são tiras de papel colorido presas por um ilhós

3. Luminárias feitas com potes de conserva e desenhos recortados na cartolina.

4. Para fazeres com as crianças: árvores de feltro com botões para colares.

5. Marcadores de taças de vinho com papel e capricho :-)

6. Para aproveitares as velhas bolas descascadas, envolve cada uma delas em tiras de tecido e prende com um botão.

7. Um retalho de tecido, até mesmo daquela toalha natalícia que já está encostada na gaveta, pode dar uma nova cara à desgastada bolinha espelhada.

8. Destino festivo para as lâmpadas queimadas: dá um banho de cola e glitter nelas! Depois é só pendurares na árvore.

9. Mimo na caixa de fósforos: um cordão de mini bandeirinhas com as cores da época. Lindo, não?

10. Revestidas com retalhos de tecido, as garrafas ficam prontas para o Natal. Para o acabamento, corta o tecido com um tesoura em zigue-zague e passa uma fita em volta do pano.

1 de 5
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 1
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 2
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 3
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 4
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 5
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 6
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 7
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 8
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 9
  • 10 dicas para criares enfeites de Natal reutilizando! - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k

7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho

No calendário, o ano só muda em dezembro mas, para muitos recém-licenciados, a vida nova começa agora, quando o curso superior termina. Para que o que aí vem seja um sucesso, preparamos sete dicas que os jovens podem colocar em prática.

Slider

1. COMEÇA CEDO: Se já terminaste o curso e ainda não fizeste nada para te inteirares do que se passa no segmento específico do mercado de trabalho onde te queres integrar, já vais um pouco tarde. É que uma das principais estratégias deve ser colocada em prática ainda antes de o curso terminar. É importante ser pró-activo, ou seja, antes de terminares a licenciatura, deves começar a pesquisar as tuas opções. Isto permite que não deixes passar, por exemplo, prazos de inscrição em “workshops” relevantes na área, ou em programas de formação preparados especificamente pelas empresas, muitos deles em parceria com as universidades. O ideal é mesmo frequentares alguns desses cursos ou actividades durante o período da licenciatura. Desta forma, quando terminares o curso, os candidatos a um novo emprego têem como demonstrar aos potenciais empregadores que são dinâmicos.

2. VALORIZA EXPERIÊNCIAS EXTRA-CURRICULARES: É importante preparares um bom currículo. Mesmo nos casos em que quase não há nada para dizer? Sim: É natural que um recém-licenciado não tenha muito para colocar no CV. Mas é por isso que vale a pena apostar nas experiências extra-curriculares que demonstrem dinamismo. Ou seja, empregos em “part-time”, voluntariado, participação em associações estudantis ou nas chamadas micro-empresas criadas pelos estudantes, devem ser destacadas no currículo.

3. ANTES DE IRES A UMA ENTREVISTA FAZ O TRABALHO DE CASA: Há regras básicas a teres em conta numa entrevista de emprego. A primeira é saber ao que vais. Informa-te sobre a empresa para demonstrares que fizeste o trabalho de casa. Um candidato que desconhece a actividade da empresa ou o cargo a que se propõe perde pontos. Mas um entrevistado que demonstra curiosidade, bom senso e que saiba fazer uma ou outra pergunta sobre a actividade da empresa soma vantagens. Além disso, convém não falhares, por exemplo, o código de vestuário. Estas coisas contam, há que teres alguma precaução com o que se veste. A segunda regra a não esqueceres é seres autêntico.

4. APRENDE OUTROS IDIOMAS: Aprender outro idioma é uma boa solução para ocupares o tempo entre a saída da universidade e o primeiro emprego. Estes conhecimentos são cada vez mais valorizados. Há que fazeres uma aposta intensiva nos idiomas, nomeadamente no inglês, que cada vez mais é um requisito eliminatório na escolha de candidatos. Pela mesma ordem de ideias, é preciso tornares bem claro no CV qual o grau de domínio dos diferentes idiomas.

5. INVESTE NAS REDES SOCIAIS: Cada vez mais as redes sociais são campos de pesquisa obrigatória para as empresas que querem recrutar. É preciso perderes algum tempo a construir um perfil completo e interessante, por exemplo, no LinkedIn. Esta plataforma aumenta o espetro de possibilidades de contacto. Activa todos os canais de networking, lembrando que as candidaturas espontâneas e as cartas de apresentação a empresas valem a pena.

6. APROVEITA OS ESTÁGIOS: Não desvaloriza o teu estágio curricular, nem as possibilidades de estágios profissionais. São muitas vezes portas de entrada para as empresas uma vez que permitem que empregador e trabalhador se conheçam, sem compromissos definitivos de ambas as partes. Se a experiência for boa e a oportunidade aparecer é possível que progressivamente os estágios se transformem numa relação contratual menos precária

7. E SE TUDO O RESTO FALHAR?: Se tudo falhar, não desanimes. E não te deixes ficar parado. É verdade que aceitar um emprego menos qualificado ou fora da tua área de formação denuncia que não estás a conseguir a colocação que desejava. Mas isso é preferível a ficar sem fazer nada. As empresas apreciam pessoas realistas, práticas, que não vivem à custa dos pais. O facto de te manteres activo transmite sinais positivos. Já ficares sem fazer nada durante um período prolongado deixa dúvidas aos potenciais empregadores sobre o teu dinamismo e a tua vontade de trabalhar.

1 de 5
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 1
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 2
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 3
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 4
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 5
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 6
  • 7 dicas para acelerares a entrada no mercado de trabalho - image 7
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
4k

10 boas ideias para reutilizares calças jeans!

Aquelas calças jeans largadas no armário desde a tua adolescência podem ter um destino bastante útil. Como o jeans é um material resistente mesmo quando está velho e surrado, é possível transformá-lo em quase tudo o que a imaginação inventar.

Soluções criativas, inovadoras e de baixo custo, mesclam as calças com outros tecidos e materiais transformando-as em incríveis objectos de decoração como almofadas, tapetes e acessórios de uso pessoal como bolsas, suporte para telemóveis, entre muitas outras coisas.

Slider

1- CAPA PARA TABLET: Uma capa para o tablet que se distingue de todas as outras… já que foste tu que a fizeste! UAU!

2- BOLSA: Quem diria que umas calças de jeans velhas poderiam transformar-se numa bolsa tão linda? Basta juntares uma peça em madeira ou uma alça e teres algum jeito para a costura!

3- CHINELOS: Uma ideia super original. Os bolsos das tuas antigas calças jeans podem ser aproveitados para fazeres uns chinelos de andar por casa. Só tens de cortar à medida do teu pé e reforçares o lado de baixo com uma borracha ou esponja anti-derrapante. E já está!

4- SUPORTE PARA TELEMÓVEIS: Os bolsos das calças jeans parecem ser a parte com mais usos imediatos! Aqui vemos um suporte para os telemóveis quando os colocamos a carregar. Isto resolve o problema de ficares com eles caídos pelo chão à mercê de uma valente pisadela! Que boa ideia, não achas!

5- TAPETE: E que tal um tapete? Se tens adolescentes em casa, eles iriam adorar que lhes fizesses um destes. Fica muito divertido e dá um ar super jovem ao quarto!

6- ALMOFADA PARA ANIMAIS: Esta ideia é de chorar a rir! Se tens animais de estimação sabe que eles preferem sentar-se ao nosso colo do que ficar nas caminhas que lhes oferecemos com tanto carinho. Se tens mais que um animal, um par de pernas não chega. Então forra com espuma ou almofadas as tuas antigas calças e coloca-as no sofá onde te costumas sentar. Até eles vão ficar confusos… Mas aconchegados!

7- BOLSA: Mais uma bolsa muito gira e fácil de fazeres! Esta tem uma alça para que a possas colocar ao ombro.

8- MOCHILA FANTÁSTICA: A partir de um par de calças poderás fazer esta mochila fantástica como esta na imagem!

9- ESTOJO: Os mais jovens adoram esta e nós também! Um estojo que aproveita o fecho dos jeans! Não fica o máximo? Também podes optar por utilizar outra parte das calças e adicionar posteriormente um fecho.

10- AVENTAL: E terminamos com este avental muito original. Apostamos que assim até cozinhar fica mais divertido!

1 de 5
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 1
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 2
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 3
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 4
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 5
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 6
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 7
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 8
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 9
  • 10 boas ideias para reutilizares calças jeans! - image 10
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k