Tecnologia

Nesta categoria constarão artigos que fazem referência às ultimas novidades a nível de hardware e software de consumo.

93
Total Publicar
Novo Roku toca vídeos em 4K

Topo mensagens (Última semana)

Novo Roku toca vídeos em 4K
0 + votos - 0 - votos

Como apagar vários contactos no iPhone de uma só vez?

De forma nativa o iOS não permite que se apaguem múltiplos contactos , para tal temos de entrar individualmente em cada um deles e seleccionar a opção de eliminar.

Para nos ajudar nessa tarefa dolorosa, temos uma aplicação que nos ajuda a seleccionar múltiplos contactos para os eliminarmos de uma só vez. A app que se pode encontrar gratuitamente na App Store chama-se “Groups“. O utilizador vai poder eliminar de todos os contactos duplicados no seu iPhone de uma forma simples e eficaz.

Muitas vezes os contactos duplicados surgem quando adicionamos contas de outros serviços. O iCloud é uma ajuda fundamental para nos ajudar a apagar os contactos mais facilmente, mas vamos utilizar o Groups que nos ajuda a fazer isso pelo próprio iPhone. O Groups é extremamente fácil de utilizar, é apenas um pouco irritante as publicidade que surgem no meios dos contactos.

Vamos lá a ver como funciona o Groups:

  1. Primeiro de tudo tens de ir à App Store para fazeres o download da app;
  2. Depois de instalado tens de abrir a app;
  3. Quando te for solicitada a autorização de segurança para o Groups poder aceder aos contactos, só tens de autorizar;
  4. Depois entras na app, tens de seleccionar “All Contacts”, para conseguirmos aceder à listagem de todos os contactos existentes na tua agenda;
  5. Seguidamente tens de seleccionar as opções que se encontram duplicadas;
  6. Depois de teres os contactos todos seleccionados tens de (no topo), escolher a opção que pretendes, neste caso é o “Delete contacts”;
  7. Para finalizar tens de confirmar a opção com o “remove from my iPhone“.

É apenas isto, nada mais. O melhor de tudo é que é gratuito.

Como este programa existem centenas deles, mas o Groups é o mais intuitivo e fácil de utilizar.

 

 

 

 

Como apagar vários contactos no iPhone de uma só vez?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
381

O que fazer quando tens que voltar para casa dos teus pais depois de terminar a faculdade?

Para muitos jovens, a primeira saída de casa dos pais acontece quando vão fazer a faculdade. Por vezes, fixam-se numa cidade diferente daquela onde cresceram. No entanto, para cada vez mais jovens, esta saída nem sempre é definitiva. Muitos regressam a casa dos pais depois de finalizarem o curso, o que os obriga a algumas alterações no estilo de vida a que estavam habituados. Saiba o que fazer quando tem que voltar para casa dos pais depois da universidade.

 

1.  Saiba com o que contar em termos financeiros.

Se, durante o tempo em que viveste fora de casa, vivias da mesada paga pelos teus pais, fala com eles acerca de como vai ser depois do regresso a casa. Se eram eles que pagavam as despesas relacionadas com o alojamento, agora que estás de volta a casa é sensato receber menos do que antes, uma vez que terás menos gastos.

 

2. Define objetivos e traça planos.

Encara o regresso como algo temporário e aproveita para definir o que vais fazer a seguir. Para te manteres motivado, é importante definires uma data de saída (mesmo que depois não a cumpras), nem que seja apenas para ti. No entanto, seja realista e evita sair antes de ter a certeza de conseguires ter independência financeira.

 

3. Procura trabalho activamente.

Não aproveita o regresso a casa para tirares umas férias por tempo indeterminado. Nos primeiros dias após o fim do curso, podes e deves aproveitar para descansar, mas continue atento às ofertas de trabalho que possam aparecer. Atualiza o teu currículo e começa a procurar trabalho de forma pró-activa o mais rapidamente possível.

 

4. Começa a pagar o empréstimo-estudante.

Durante o período de procura de emprego, mesmo enquanto viveres da mesada dos teu seus pais, faz a gestão do teu dinheiro de modo a começares a pagar o eventual empréstimo-estudante. Não espera até teres um salário para começares a reembolsar a dívida, mesmo que apenas consigas fazer pequenas amortizações.

 

5. Começa a poupar.

Do mesmo modo que não deves esperar por um futuro salário para vires a reembolsar o empréstimo-estudante, também não deves adiar o início das poupanças. Mais vale poupares pouco do que não poupares nada. Lembra-te de que vais precisar do dinheiro acumulado quando voltares a sair de casa.

 

6. Define fronteiras.

Depois de passares algum tempo apenas a depender de si próprio, pode ser difícil voltar ao convívio com a família e teres de cumprir os horários familiares. Se antes não precisava de avisares se jantava, agora deve fazer. Se, entretanto o teu quarto já tinha sido utilizado para outras funções, mostra-te compreensivo, mas não hesita em explicar de forma calma e ponderada que gostarias de voltar a ter o teu espaço e a tua privacidade.

 

 

O que fazer quando tens que voltar para casa dos teus pais depois de terminar a faculdade?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
68

4 Aplicações gratuitas para criares fotografias inéditas

A fotografia é o principal atractivo dos smartphones actualmente. As câmaras estão cada vez mais evoluídas e as marcas oferecem softwares mais desenvolvidos, preparados para disparar, editar e partilhar.

Mas existem softwares extras que podem elevar ainda mais a qualidade das tuas fotografias e é deles que hoje vamos falar.

 

1.   Snapseed:

Snapseed é uma das melhores aplicações para edição de imagem no segmento mobile, sendo que é suportada pela Google. Está disponível para Android e iOS de forma gratuita, oferecendo opções de edição avançadas, ao nível de um software profissional.

 

OPÇÕES E FUNCIONALIDADES
  • Aperfeiçoar:utiliza esta função para efectuar ajustes automáticos, permitindo correções instantâneas.
  • Detalhes:realça os detalhes com uma melhoria tradicional da nitidez ou com o controlo de estrutura exclusivo que destaca o tema da foto.
  • Recortar e rodar:recorta imagens para formatos padrão ou recorte livremente; rode a 90°, endireite ou rode livremente conforme pretenderes.
  • Transformar:ajuste a perspetiva em eixos verticais e horizontais e, em seguida, preencha as áreas vazias após a rotação.
  • Pincel:aplica efeitos de forma seletiva a partes de uma imagem.
  • Reparar: remove poeira e sujidade da imagem sem deixar vestígios.
  • Vinheta:ajusta o brilho ao redor do tema de uma imagem; inclui um controlo para posicionar o efeito livremente.
  • Filtros profissionais:Efeito esbatido, Brilho Glamour, Contraste de tons, Panorama HDR, Drama, Vintage… e muitos mais.

 

2. Glitch

Glitch! é uma app para Android que permite transformares as tuas imagens e fotos de uma forma profunda e sempre diferente, com base num conjunto de filtros, que simulam falhas electrónicas com que todos nós já nos deparámos, dando um ar contemporâneo às imagens.

A app não permite fazeres os ajustes típicos já enunciados acima mas, escolhendo o filtro pretendido, com um simples toque no ecrã poderás criar uma imagem baseada no mesmo.

 

 

Todas as imagens criadas podem ser gravadas na galeria do smartphone ou partilhadas diretamente nas suas redes sociais. A Glitch é uma aplicação gratuita, mas que dispõe de uma série de outros filtros e opções numa versão paga.

 

3. Foodie

Para quem gosta de fotografar comida, esta pode ser a app que procura. Foodie conta com mais de 30 filtros para aplicares durante a captura da imagem (foto ou vídeo) ou para aplicares posteriormente, a qualquer foto da galeria.

Depois de captadas e aplicados os filtros pretendidos, existe a possibilidade de partilhar a imagem diretamente nas redes sociais.

 

4. Adobe Photoshop Express

Sim, pode ter o tão afamado Photoshop no teu smartphone. A Adobe disponibiliza para as 3 principais plataformas móveis um editor de imagem bastante completo que no final permite partilhá-las pelas redes sociais.

OPÇÕES E FUNCIONALIDADES
  • O bárico:Cortar, corrigir, girar e virar fotos. Eliminar olhos vermelhos e olhos brilhantes.
  • Correção automática:ajustar com um toque o contraste, a exposição e o equilíbrio de branco.

 

 

Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
340

Sabes como remover a tua localização do Instagram?

O Instagram é actualmente uma das redes sociais de maior expansão mundial. Com um número de utilizadores crescente a cada dia que passa, a rede social das fotografias é hoje em dia parte do dia-a-dia de milhares de portugueses.

Um pormenor que por ventura os utilizadores podem não reparar, é que todas as fotografias colocadas no Instagram, por norma (e caso tenham os serviços de localização ligados), revelam a localização onde foram retiradas numa pequena plataforma chamada “Photo Map”, acessível na conta de qualquer utilizador.

De forma a que a localização das fotografias não seja de ordem pública ou não surja de todo, o utilizador terá de seguir alguns simples passos, que passarei a enunciar em baixo.

 

1 – Acede ao Photo Map

Para tal, é necessário que em primeiro lugar ao abrires a aplicação do Instagram no teu smartphone, acede ao teu perfil pressionando o ícone em forma de pessoa, situado no canto inferior direito da aplicação. De seguida irão surgir quatro símbolos imediatamente por cima das fotografias postadas, dos quais deverás seleccionar o terceiro a contar da esquerda.

O símbolo seleccionado corresponde à localização das fotografias e, ao ser pressionado, leva o utilizador até ao dito Photo Map.

 

2 – Edita a visibilidade das fotografias

 No ecrã correspondente ao mapa das fotografias, no canto superior esquerdo do ecrã está um ícone correspondente a umas reticências verticais, qual deverás pressionar e por conseguinte escolheres a opção “Editar”. De seguida, pressiona o grupo de fotografias visível no mapa.

 

3 – Desmarca as fotografias que desejas

Após teres pressionado o grupo de fotografias no mapa, o ecrã que se segue corresponderá à visualização de todas as fotografias em forma de grelha, onde deverás confirmar a presença de um “certo” verde colocada em cada uma delas no seu canto superior direito. A presença deste “certo” é o que confirma a disponibilização da localização das tuas fotografias.

Podes desmarcar uma a uma, ou desmarcares todas ao seleccionar a opção “desmarcar todas” situada na parte inferior esquerda do ecrã.

NOTA: Ao desmarcares uma fotografia do mapa, os dados relativos à localização desta mesma fotografia serão permanentemente apagados do teu perfil.

 

 

 

Sabes como remover a tua localização do Instagram?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
98

Sabes como impedir que o Facebook divulgue a tua localização?

A secção do Facebook “Amigos nas imediações” mostra na tela do teu smartphone a localização dos teus amigos que estão nas redondezas, mas também exibe para teus amigos onde tu estás. Se preferes manter este recurso privado, acompanhe abaixo como realizar o processo.

 

Passo 1. No feed de notícias, clique sobre o ícone de três barrinhas no canto superior direito.

Passo 2. Encontra e clica sobre a opção “Amigos nas imediações”

Passo 3. Se nunca usaste o recurso, provavelmente não terás este problema. No entanto, se ele estiver activado, uma tela será exibida detalhando tanto onde estão os teus amigos quanto os lugares prévios onde estiveste ou que visitas com frequência.

Passo 4. Clique então sobre o ícone de engrenagem no canto superior direito para aceder as configurações.

Passo 5. Tu podes então simplesmente clicar sobre a chave seletora para desabilitar o recurso.

Passo 6. Caso tu queiras deixá-lo activo apenas para um grupo determinado, como família, por exemplo, seleciona a opção “Amigos” abaixo e depois escolhe quais grupos ou pessoas podem ver a tua localização.

Se tu permitires que algum grupo veja a tua localização, esteja ciente de que o serviço vai consumir a tua bateria mais rápido, mas apenas 0,3% ou 0,4% por hora, de acordo com o Facebook.

 

Sabes como impedir que o Facebook divulgue a tua localização?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
134

Facebook: aprende a adicionar um vídeo no lugar da tua foto de perfil

Já há algum tempo o Facebook permite que os seus usuários usem vídeos curtos como “foto de perfil”. É possível carregar um arquivo que já esteja salvo na galeria do teu smartphone ou gravar um vídeo novo com a própria câmara do dispositivo para substituíres a tua foto de perfil. Acompanha o passo a passo abaixo e veja como é fácil realizar esta tarefa.

 

No iPhone (iOS)

  1. Acessa a tua conta no Facebook. Toque em “Editar”, na tua foto de perfil.
  2. Na janela que se abre, seleciona “Fazer um novo vídeo de perfil” ou “Selecionar vídeo de perfil”.

 

  1. Caso escolhas a primeira opção, deverás gravar um vídeo com a câmara frontal ou traseira do teu smartphone ou tablet. Toque então sobre o botão vermelho para iniciar a gravação.
  2. Após finalizares o teu vídeo ou escolheres um da galeria, poderás editá-lo usando algumas ferramentas básicas, como cortar, ativar ou não o áudio do vídeo e escolher uma miniatura. O usuário pode também determinar um período para deixá-lo online, escolhendo opções que variam de 1 hora a 1 semana, ou personalizar esse tempo.
  3. Depois de editá-lo, basta tocar em “Usar”, no canto superior direito da tela.

 

 

No Android

  1. Acessa a tua conta no Facebook e clica em “Editar”, na tua foto de perfil.
  2. Escolhe “Fazer um novo vídeo de perfil” ou “Selecionar vídeo de perfil”.

 

  1. No caso da primeira opção, clica no botão vermelho para iniciares a gravação do vídeo.
  2. Usa as ferramentas de corte, áudio e escolhe de miniatura para editar o teu vídeo e depois de pronto, clica em “Usar”. No Android, o usuário também pode determinar um período para vídeos temporários.

 

 

Facebook: aprende a adicionar um vídeo no lugar da tua foto de perfil
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
372

Saiba como recuperar as mensagens do Whatsapp.

O Whatsapp é das aplicações de mensagens instantâneas mais utilizadas no mundo. Uma empresa que começou com 2 ex-funcionarios da Yahoo!, entrou para a história como um dos maiores negócios corporativos dos últimos anos, ao ser comprada pelo Facebook por um valor perto de 20 mil milhões de dólares. Assim sendo, é de assumir que a aplicação, disponível para IOS, Android e Windows Phone, tenha alguma importância para os seus 800 milhões de utilizadores activos.

Como tal e caso o leitor seja um utilizador assíduo da aplicação, certamente que não vais querer perder as tuas mensagens no caso de mudares de telemóvel. Então, como prevenir isto de acontecer?

Hoje analisamos alguns métodos para poder recuperar todas as tuas mensagens, no caso de assim ser necessário.

 

1 – Restaurar mensagens num iPhone

A forma mais simples de manteres as tuas conversações no iPhone é através do iCloud. Para tal, terás de aceder ao teu antigo dispositivo, abrir a aplicação Whatsapp e acederes às Definições, Conversas e por fim Cópia de Segurança, de forma a fazeres um backup de todas as tuas conversações.

Posteriormente, no novo equipamento deverás reinstalar o Whatsapp, confirmar o teu número de telemóvel (que tem de ser o mesmo) e aí, ser-lhe-á sugerido para restaurares todas as tuas mensagens. Após confirmar o restauro, todas as tuas mensagens serão devidamente recuperadas no teu novo dispositivo.

 

2 – Restaurar Mensagens num Android com Cartão Micro SD

Se tens um smartphone com cartão de memória inserido, o processo para recuperar as mensagens do Whatsapp é bastante simples. Basta acederes às definições, conversações e chamadas e por fim Cópia de segurança. Seleciona a opção que permite fazer o backup das tuas conversações no cartão micro SD, que poderás posteriormente inserir num novo equipamento.

Já com o novo telemóvel em mãos, reinstala o Whatsapp e a aplicação irá confirmar se pretendes efectuar a recuperação das tuas conversações.

 

 3 – Restaurar mensagens com o PC

No caso de não teres um smartphone com cartão de memória, não te preocupes. Podes sempre ligar o teu telemóvel ao computador através de um cabo Micro USB e copiares o ficheiro correspondente ao Whatsapp directamente para o teu ambiente de trabalho. Para tal, basta que ligue o telemóvel ao computador, espera até que o PC reconheça o dispositivo e te forneça a opção para explorares os ficheiros, qual deverás selecionar. De seguida deves procurar a pasta correspondente à aplicação Whatsapp e copiá-la para o ambiente de trabalho.

O segundo passo consiste em ligares o novo dispositivo ao computador e passares exactamente pelo mesmo processo, mas desta feita, copiares a pasta relativa à aplicação para o armazenamento interno do equipamento. Posteriormente e após a reinstalação do Whatsapp, a aplicação deverá reconhecer a pasta recentemente copiada e, como nos pontos anteriores, sugerir a recuperação das mensagens.

 

Saiba como recuperar as mensagens do Whatsapp.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
601

O teu Android está lento? Isto é o que deves fazer

No início tudo é fantástico, mas depois as coisas começam a abrandar.

No caso do Android existem alguns motivos para isto:

 

  • Bloatware
  • Telemóvel permanentemente activo (mesmo em stand-by)
  • Apps que consumem demasiados recursos

 

O bloatware (apps pré-instaladas no telemóvel) é francamente comum no Android. Na maioria dos casos o telemóvel vem sobrecarregado de apps que não tem utilização.

Pior: apps que não podes desinstalar.

Além disto o telemóvel continua activo mesmo que esteja em stand-by. Isto quer dizer que continua a gastar recursos. Mesmo que não o use.

Agora lembra-te das aplicações que nunca param de correr no background. Tudo isto somado reflecte-se no desempenho do teu Android. O resultado? Um telemóvel lento.

O que fazer em relação a isto?

 

12. Apague aplicações que não usas

Começamos pelo mais simples, pois, vai ajudar a libertar recursos como o CPU.

Para fazer isto no Android, siga esta ordem:

  1. Definições
  2. Abre o Gestor de Aplicações (o nome exacto pode variar conforme a marca)
  3. Transferências (ou Aplicações Transferidas)
  4. Escolha as apps que não quer manter.

 

11. Limpa o Armazenamento Do Telemóvel

Ou seja: ‘expandir’ o passo #12, só que agora inclui vídeos, fotografias e outros ficheiros.

Para fazer isto no Android:

  1. Vai até aos Downloads/Transferências
  2. Em Downloads/Transferências encontre ficheiros como imagens, clips de áudio, PDF’s etc
  3. Elimina o que  não lhe faz falta.

Agora vamos limpar ficheiros criados por aplicações:

  1. Definições
  2. Armazenamento
  3. Note a opção Misc/Diversos
  4. Alguns telemóveis disponibilizam a opção Limpeza de Armazenamento

Um conselho: se não sabes qual é a função de um ficheiro, não apague.

 

10. Limpe a Cache

Uma boa opção em apps pouco usadas, porque a cache das aplicações pouco usadas encontra-se, regra geral, desactualizada., Isto pode entrar em conflito com a própria aplicação. No pior cenário faz com que a app se porte mal.

Tem duas formas de limpar a cache no Android:

  1. Individual (limpa a cache de cada aplicação)
  2. Geral (ou o apocalipse da cache de todas as apps)

Para limpar a cache vai as:

  1. Definições
  2. Armazenamento/Limpeza de Armazenamento
  3. Acede às opções de Cache
  4. Escolhe o que quer limpar

Alguns telemóveis oferecem opções adicionais, aí encontramos várias subopções de limpeza. Se o teu telemóvel permitir, sugerimos uma Análise Inteligente. Isto vai segmentar ainda mais as tuas opções e deixar-lo apagar ficheiros residuais.

 

9. Limpa o teu Cartão MicroSD

Um microSD lento afecta o desempenho do telemóvel. Formate-o. Antes de enveredar por esta via, contudo, aconselhamos-lhe a fazer um backup.

Sugerimos que faça o backup num PC – é mais fácil:

  1. Desliga o telemóvel
  2. Remove o microSD
  3. Coloca-o num adaptador ou Porta USB
  4. Copia os ficheiros para uma pasta (no PC)
  5. Certifica-te de que copiaste tudo o que querias

Não te esqueceste de nada? Então é hora de prosseguir:

  1. Volta a ligar o telemóvel
  2. Limpa todos os dados no microSD, formatando-o

Reconhecemos que esta parte pode ser um pouco chata:

  1. Volta ao computador com o seu microSD
  2. Transfere os ficheiros que queres guardar
  3. Se alguma aplicação desaparecer, reinstale-a pelo Google Play

 

8. Identifica a Fonte Do Problema

Felizmente para si, a Qualcomm tem uma solução (sim, a mesma dos processadores Snapdragoon). Uma aplicação chamada Trepn Profiler.

O que a Trepn Profiler lhe mostra:

  1. A carga em cada núcleo do CPU (tempo real)
  2. Perspectiva geral do tráfego de rede (Wi-Fi & Dados)
  3. Estado de utilização da memória RAM

Ou seja: ajuda-te a identificar o que esta a sobrecarregar o teu telemóvel. Pode facilitar-te a vida caso decidas avançar com alguns dos pontos anteriores.

 

7. Desactiva Widgets que não usas

Mais vale ter e não precisar do que precisar e não ter, certo? A nao ser que a tua principal preocupação for o desempenho. Os Widgets do Android são úteis, mas consomem recursos. Usa só o que precisares.

 

6. Desactiva Animações & Efeitos Especiais

Se usas um launcher personalizado, a última coisa de que o teu telemóvel precisa é de animações. Isto sobrecarrega o teu telemóvel e manifesta-se no seu desempenho.

Alguns vêm sobrecarregados de opções. Desactiva as que não usa.

 

5. Reinicia o Telemóvel

Não complique o não tem de ser complicado. Às vezes basta reiniciares o teu telemóvel para notares melhorias no seu desempenho.

Reiniciar pode ajudar a limpar a cache do telemóvel e a interromper tarefas desnecessárias. Se o teu Android não tiver bateria amovível, experimenta carregar ↓ (na tecla de volume) + Power (ON/OFF).

 

 4. Se não podes desinstalar Bloatware, desactiva-o

Atenção que ‘desactivar’ não é o mesmo que ‘desinstalar’. Mas quanto a bloatware não há muito mais a fazer.

Para desactivar o bloatware no teu telemóvel:

  1. Definições
  2. Gestor de Aplicações
  3. Veja ‘Todas’
  4. Escolhe as apps pré-instaladas (que já vinham no telemóvel)
  5. Escolhe ‘Desactivar’ (se esta opção aparece, é porque não a pode desinstalar – é bloatware)

 

3. Desactiva serviços de localização

Os serviços de localização também afectam a autonomia de bateria. Desactivar esta opção é recomendado se quiser libertar ao máximo o teu CPU.

 

2. Limpa completamente o teu telemóvel (Factory Reset)

Aconselhamos a fazer isto em último caso. É das opções mais definitivas que terás à disposição. O Factory Reset devolve o telemóvel às suas definições originais.

Ou seja: o telemóvel vai ficar como quando abriste a caixa pela primeira vez. Faz backup do que pretendes preservar, ou arrisca-te a perder tudo definitivamente.

 

1. Faz root ao teu Telemóvel

Antes de o considerares fazer lembra-te que fazer Root desabilita a garantia do teu telemóvel.  Mas se o fizer terás novas opções à disposição. Instalar uma ROM personalizada pode fazeres maravilhas pelo desempenho do teu telemóvel. E quem sabe prolongar a autonomia de bateria do teu Android.

 

 

O teu Android está lento? Isto é o que deves fazer
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
511

Como saber se fui bloqueado no Instagram?

Segue os seguintes passos e descobre quem te bloqueio no Instagram

 

  1. Abre o Instagram;
  2. Procura a pessoa que o bloqueou;
  3. Acede ao perfil dessa pessoa;

 

Se não consegues ver o perfil da pessoa, é possível que tenhas sido bloqueado. No entanto também pode ter-se dado o caso daquele utilizador ter desactivado a sua conta. Se a pessoa que o bloqueou no Instagram tem um perfil público, este continuará a aparecer na barra de busca. No entanto, se tiveres sido bloqueado, não vai conseguir ver nenhuma publicação – algo que não acontece se uma pessoa desactivar a sua conta do Instagram ou se tiver sido bloqueada pelo Instagram.

 

Se foi sido bloqueado e tentar seguires (fazer “Follow”) a pessoa, também não acontece nada pois o Instagram não processa a tua tentativa de conexão com aquele utilizador.

 

Mas se a pessoa que o bloqueou tiver um perfil privado, então este não irá aparecer mesmo que pesquise pelo nome da pessoa.

Em alternativa, tenta aceder ao perfil dessa pessoa através de outra conta no Instagram – se nesse caso conseguires aceder ao perfil, então a tua conta principal foi bloqueada.

Como saber se fui bloqueado no Instagram?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k

Os 10 smartphones mais poderosos da actualidade.

No mundo da tecnologia, um mês é suficiente para que tudo mude. A Antutu apresentou hoje o seu novo relatório atualizado dos smartphones mais poderosos com base nos resultados de benchmark obtidos durante todo o mês de Maio.

No último relatório da Antutu que aqui demos a conhecer, o pódio era composto pelo iPhone 7 Plus (lançado em setembro de 2016) em primeiro lugar, e pelos Galaxy S8+ e Galaxy S8 (de março de 2017), com os segundo e terceiro lugares, respetivamente.

Passado um mês e novos lançamentos de topo, o ranking muda, o iPhone perde a corrida e os Samsung nem pisam o pódio!

 

A HTC conquista mais um título

Depois de ser considerado o smartphone com a melhor câmara de sempre e de ganhar à concorrência em testes de bateria , a HTC conquista o primeiro lugar do top 10 de smartphones mais poderosos da atualidade com o seu HTC 11, ficando uns bons pontos à frente do iPhone 7 Plus, que desce do primeiro lugar para o segundo.

Outro dos grandes destaques vai para o Xiaomi Mi6 que entra diretamente para o terceiro lugar, posicionando-se à frente dos poderosos Samsung Galaxy S8 e S8+. É certo que a diferença não é grande, mas é um lugar muito relevante para a Xiaomi, colocando-se uma vez mais ao lado das grandes marcas de topo, com um smartphone francamente mais competitivo em termos de preço.

 

antutu_benchmark-_maio

 

 

O universo iOS sem mudanças significativas

Nesta avaliação, a Antutu faz questão de apresentar também os resultados por sistema operativo. No caso do iOS, as posições no top 10 não sofreram alterações que mereçam destaque, no entanto, é notório que de uma forma global a pontuação baixou de um mês para o outro. Segundo a Antutu, esta alteração poderá dever-se à atualização do sistema operativo para a versão 10.3.

 

antutu_benchmark-_ios 2

 

As surpresas do mundo Android

Depois de olhar para o gráfico global, as surpresas já não são muitas. É de salientar novamente o poder que o HTC U11 está a ter em vários testes apresentados, em diferentes aspetos analisados. Ter o Xiaomi Mi 6 como o segundo mais poderoso deste universo é uma grande conquista para a marca chinesa que reforça assim a sua posição no mercado que ainda está a conquistar e quem fica pior na “fotografia” acaba mesmo por ser a Samsung que perde o lugar de líder…

A OnePlus continua a ter os seus OnePlus 3T e 3 logo a baixo da Samsung, e no próximo mês já veremos o OnePlus 5 a conquistar um bom lugar na tabela.

 

antutu_benchmark-_android 3

Os 10 smartphones mais poderosos da actualidade.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
5k