Tecnologia

Nesta categoria constarão artigos que fazem referência às ultimas novidades a nível de hardware e software de consumo.

96
Total Publicar
Novo Roku toca vídeos em 4K

Topo mensagens (Última semana)

Novo Roku toca vídeos em 4K
0 + votos - 0 - votos

O teu Android está lento? Isto é o que deves fazer

No início tudo é fantástico, mas depois as coisas começam a abrandar.

No caso do Android existem alguns motivos para isto:

 

  • Bloatware
  • Telemóvel permanentemente activo (mesmo em stand-by)
  • Apps que consumem demasiados recursos

 

O bloatware (apps pré-instaladas no telemóvel) é francamente comum no Android. Na maioria dos casos o telemóvel vem sobrecarregado de apps que não tem utilização.

Pior: apps que não podes desinstalar.

Além disto o telemóvel continua activo mesmo que esteja em stand-by. Isto quer dizer que continua a gastar recursos. Mesmo que não o use.

Agora lembra-te das aplicações que nunca param de correr no background. Tudo isto somado reflecte-se no desempenho do teu Android. O resultado? Um telemóvel lento.

O que fazer em relação a isto?

 

12. Apague aplicações que não usas

Começamos pelo mais simples, pois, vai ajudar a libertar recursos como o CPU.

Para fazer isto no Android, siga esta ordem:

  1. Definições
  2. Abre o Gestor de Aplicações (o nome exacto pode variar conforme a marca)
  3. Transferências (ou Aplicações Transferidas)
  4. Escolha as apps que não quer manter.

 

11. Limpa o Armazenamento Do Telemóvel

Ou seja: ‘expandir’ o passo #12, só que agora inclui vídeos, fotografias e outros ficheiros.

Para fazer isto no Android:

  1. Vai até aos Downloads/Transferências
  2. Em Downloads/Transferências encontre ficheiros como imagens, clips de áudio, PDF’s etc
  3. Elimina o que  não lhe faz falta.

Agora vamos limpar ficheiros criados por aplicações:

  1. Definições
  2. Armazenamento
  3. Note a opção Misc/Diversos
  4. Alguns telemóveis disponibilizam a opção Limpeza de Armazenamento

Um conselho: se não sabes qual é a função de um ficheiro, não apague.

 

10. Limpe a Cache

Uma boa opção em apps pouco usadas, porque a cache das aplicações pouco usadas encontra-se, regra geral, desactualizada., Isto pode entrar em conflito com a própria aplicação. No pior cenário faz com que a app se porte mal.

Tem duas formas de limpar a cache no Android:

  1. Individual (limpa a cache de cada aplicação)
  2. Geral (ou o apocalipse da cache de todas as apps)

Para limpar a cache vai as:

  1. Definições
  2. Armazenamento/Limpeza de Armazenamento
  3. Acede às opções de Cache
  4. Escolhe o que quer limpar

Alguns telemóveis oferecem opções adicionais, aí encontramos várias subopções de limpeza. Se o teu telemóvel permitir, sugerimos uma Análise Inteligente. Isto vai segmentar ainda mais as tuas opções e deixar-lo apagar ficheiros residuais.

 

9. Limpa o teu Cartão MicroSD

Um microSD lento afecta o desempenho do telemóvel. Formate-o. Antes de enveredar por esta via, contudo, aconselhamos-lhe a fazer um backup.

Sugerimos que faça o backup num PC – é mais fácil:

  1. Desliga o telemóvel
  2. Remove o microSD
  3. Coloca-o num adaptador ou Porta USB
  4. Copia os ficheiros para uma pasta (no PC)
  5. Certifica-te de que copiaste tudo o que querias

Não te esqueceste de nada? Então é hora de prosseguir:

  1. Volta a ligar o telemóvel
  2. Limpa todos os dados no microSD, formatando-o

Reconhecemos que esta parte pode ser um pouco chata:

  1. Volta ao computador com o seu microSD
  2. Transfere os ficheiros que queres guardar
  3. Se alguma aplicação desaparecer, reinstale-a pelo Google Play

 

8. Identifica a Fonte Do Problema

Felizmente para si, a Qualcomm tem uma solução (sim, a mesma dos processadores Snapdragoon). Uma aplicação chamada Trepn Profiler.

O que a Trepn Profiler lhe mostra:

  1. A carga em cada núcleo do CPU (tempo real)
  2. Perspectiva geral do tráfego de rede (Wi-Fi & Dados)
  3. Estado de utilização da memória RAM

Ou seja: ajuda-te a identificar o que esta a sobrecarregar o teu telemóvel. Pode facilitar-te a vida caso decidas avançar com alguns dos pontos anteriores.

 

7. Desactiva Widgets que não usas

Mais vale ter e não precisar do que precisar e não ter, certo? A nao ser que a tua principal preocupação for o desempenho. Os Widgets do Android são úteis, mas consomem recursos. Usa só o que precisares.

 

6. Desactiva Animações & Efeitos Especiais

Se usas um launcher personalizado, a última coisa de que o teu telemóvel precisa é de animações. Isto sobrecarrega o teu telemóvel e manifesta-se no seu desempenho.

Alguns vêm sobrecarregados de opções. Desactiva as que não usa.

 

5. Reinicia o Telemóvel

Não complique o não tem de ser complicado. Às vezes basta reiniciares o teu telemóvel para notares melhorias no seu desempenho.

Reiniciar pode ajudar a limpar a cache do telemóvel e a interromper tarefas desnecessárias. Se o teu Android não tiver bateria amovível, experimenta carregar ↓ (na tecla de volume) + Power (ON/OFF).

 

 4. Se não podes desinstalar Bloatware, desactiva-o

Atenção que ‘desactivar’ não é o mesmo que ‘desinstalar’. Mas quanto a bloatware não há muito mais a fazer.

Para desactivar o bloatware no teu telemóvel:

  1. Definições
  2. Gestor de Aplicações
  3. Veja ‘Todas’
  4. Escolhe as apps pré-instaladas (que já vinham no telemóvel)
  5. Escolhe ‘Desactivar’ (se esta opção aparece, é porque não a pode desinstalar – é bloatware)

 

3. Desactiva serviços de localização

Os serviços de localização também afectam a autonomia de bateria. Desactivar esta opção é recomendado se quiser libertar ao máximo o teu CPU.

 

2. Limpa completamente o teu telemóvel (Factory Reset)

Aconselhamos a fazer isto em último caso. É das opções mais definitivas que terás à disposição. O Factory Reset devolve o telemóvel às suas definições originais.

Ou seja: o telemóvel vai ficar como quando abriste a caixa pela primeira vez. Faz backup do que pretendes preservar, ou arrisca-te a perder tudo definitivamente.

 

1. Faz root ao teu Telemóvel

Antes de o considerares fazer lembra-te que fazer Root desabilita a garantia do teu telemóvel.  Mas se o fizer terás novas opções à disposição. Instalar uma ROM personalizada pode fazeres maravilhas pelo desempenho do teu telemóvel. E quem sabe prolongar a autonomia de bateria do teu Android.

 

 

O teu Android está lento? Isto é o que deves fazer
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
566

Como saber se fui bloqueado no Instagram?

Segue os seguintes passos e descobre quem te bloqueio no Instagram

 

  1. Abre o Instagram;
  2. Procura a pessoa que o bloqueou;
  3. Acede ao perfil dessa pessoa;

 

Se não consegues ver o perfil da pessoa, é possível que tenhas sido bloqueado. No entanto também pode ter-se dado o caso daquele utilizador ter desactivado a sua conta. Se a pessoa que o bloqueou no Instagram tem um perfil público, este continuará a aparecer na barra de busca. No entanto, se tiveres sido bloqueado, não vai conseguir ver nenhuma publicação – algo que não acontece se uma pessoa desactivar a sua conta do Instagram ou se tiver sido bloqueada pelo Instagram.

 

Se foi sido bloqueado e tentar seguires (fazer “Follow”) a pessoa, também não acontece nada pois o Instagram não processa a tua tentativa de conexão com aquele utilizador.

 

Mas se a pessoa que o bloqueou tiver um perfil privado, então este não irá aparecer mesmo que pesquise pelo nome da pessoa.

Em alternativa, tenta aceder ao perfil dessa pessoa através de outra conta no Instagram – se nesse caso conseguires aceder ao perfil, então a tua conta principal foi bloqueada.

Como saber se fui bloqueado no Instagram?
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
6k

Os 10 smartphones mais poderosos da actualidade.

No mundo da tecnologia, um mês é suficiente para que tudo mude. A Antutu apresentou hoje o seu novo relatório atualizado dos smartphones mais poderosos com base nos resultados de benchmark obtidos durante todo o mês de Maio.

No último relatório da Antutu que aqui demos a conhecer, o pódio era composto pelo iPhone 7 Plus (lançado em setembro de 2016) em primeiro lugar, e pelos Galaxy S8+ e Galaxy S8 (de março de 2017), com os segundo e terceiro lugares, respetivamente.

Passado um mês e novos lançamentos de topo, o ranking muda, o iPhone perde a corrida e os Samsung nem pisam o pódio!

 

A HTC conquista mais um título

Depois de ser considerado o smartphone com a melhor câmara de sempre e de ganhar à concorrência em testes de bateria , a HTC conquista o primeiro lugar do top 10 de smartphones mais poderosos da atualidade com o seu HTC 11, ficando uns bons pontos à frente do iPhone 7 Plus, que desce do primeiro lugar para o segundo.

Outro dos grandes destaques vai para o Xiaomi Mi6 que entra diretamente para o terceiro lugar, posicionando-se à frente dos poderosos Samsung Galaxy S8 e S8+. É certo que a diferença não é grande, mas é um lugar muito relevante para a Xiaomi, colocando-se uma vez mais ao lado das grandes marcas de topo, com um smartphone francamente mais competitivo em termos de preço.

 

antutu_benchmark-_maio

 

 

O universo iOS sem mudanças significativas

Nesta avaliação, a Antutu faz questão de apresentar também os resultados por sistema operativo. No caso do iOS, as posições no top 10 não sofreram alterações que mereçam destaque, no entanto, é notório que de uma forma global a pontuação baixou de um mês para o outro. Segundo a Antutu, esta alteração poderá dever-se à atualização do sistema operativo para a versão 10.3.

 

antutu_benchmark-_ios 2

 

As surpresas do mundo Android

Depois de olhar para o gráfico global, as surpresas já não são muitas. É de salientar novamente o poder que o HTC U11 está a ter em vários testes apresentados, em diferentes aspetos analisados. Ter o Xiaomi Mi 6 como o segundo mais poderoso deste universo é uma grande conquista para a marca chinesa que reforça assim a sua posição no mercado que ainda está a conquistar e quem fica pior na “fotografia” acaba mesmo por ser a Samsung que perde o lugar de líder…

A OnePlus continua a ter os seus OnePlus 3T e 3 logo a baixo da Samsung, e no próximo mês já veremos o OnePlus 5 a conquistar um bom lugar na tabela.

 

antutu_benchmark-_android 3

Os 10 smartphones mais poderosos da actualidade.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
5k

Como recuperar um celular que caiu na água.

Quando um telemóvel cai à água, é importante retirá-lo imediatamente. Não o seque com outros aparelhos, o calor danifica as componentes electrónicas do telemóvel. Se possível, remove a bateria. Se consegues tirar a bateria do telemóvel, não esperes para desligá-lo. Retira imediatamente a bateria para cortar toda a energia e evitar curtos-circuitos. Se não poderes remover a bateria, desliga o telemóvel.

 

  1. Retira o cartão SIM e põe a secar.
  2. Retira o cartão microSD. seque-o também.Se o telemóvel não persistir, talvez salve alguns dados importantes.
  3. Usa uma toalha para absorver a humidade, especialmente se o telefone tiver fendas.Se não podes abrir o telemóvel para deixar as componentes secarem mais depressa, usa ar comprimido ou um pequeno aspirador para tirar o líquido em excesso. Não esfrega demasiado o telemóvel, não usa secadores.
  4. Embrulha o telefone num guardanapo ou lenço de papel.
  5. Mergulha o telemóvel num recipiente com arroz seco, espera entre 24 a 48 horas até voltares a ligar o celular.

Mal retires o telemóvel da água, segue os passos acima e deixe-o secar por completo. O ideal é não mexer o celular durante dois dias após o acidente, para depois perceberes se está funcional ou se há componentes inutilizáveis.

 

NB: Não nos responsabilizamos por qualquer dano ou falha que aconteça ao tentar fazer em casa.

Como recuperar um celular que caiu na água.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
6k

O teu primeiro “Like”.

Se quiseres ver o teu é relativamente fácil. Vai até ao “Menu” por baixo do teu nome, onde diz [Cronologia] [Sobre] [Amigos] [Fotos] [Mais], carrega em [Mais], vai aparecer outro menu e carrega em [Gostos]. Depois de abrir uma nova janela com todos os teus “Gostos”, do lado direito vais ter um botão que diz [+ Adicionar à Secção Gostos] e outro com uma espécie de caneta. Carrega na caneta, vai abrir um novo menu e carrega em [Registo de Atividade]. Quando chegares ao registo de actividade vais ter todos os teus “Gostos” por data, do lado direito vai ter um menu por anos, carrega no mais antigo e vai descendo na página principal até encontrares o teu primeiro “Gosto” e prepara-te para uma boa surpresa.

Esta é a única surpresa que o registo histórico de “Likes” no Facebook nos pode dar. Porquê? Porque colocamos “Like” em tudo, tornou-se banal, normal, é quase tão comum como respirar. Vejo algo e “Like”, os amigos incomodam-nos no Facebook para fazermos “Like”, as pessoas pedem “Like”. O “like” é o “dinheiro”, a moeda de troca nas Redes Sociais.

O teu primeiro “Like”.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
334

Diferenças entre os sistemas operativos Android e o iOS.

Quais são as diferenças entre o Android e o iOS ? Qual dos dois sistemas é melhor?

No artigo desta semana, tentaremos responder a essas questões, revelando os pontos fortes e fracos de cada um dos sistemas operativos que são utilizados na maioria dos smartphones existentes. Descubras as diferenças entre o iOS e o Android.

 

Google Android

Lançado em 2008, o Google Android é, actualmente, o mais difundido sistemas operativo. Possui um interface bastante intuitivo e altamente personalizável, sendo, por isso, uma óptima escolha para quem quer tirar o máximo partido do seu smartphone.

Outra das diferenças entre o iOS e o Android, é que este último possui também uma compatibilidade perfeita com os serviços Google de forma geral, como o Gmail, Google Docs ou Contacts, assim como, acessibilidade a mais de 1 milhão de aplicações através da loja Google Play.

Devido à sua elevada capacidade de customização, assim como ao facto de estar disponível numa enorme variedade de smartphones diferentes dos principais fabricantes e em vários segmentos de preços distintos, o sistema operativo Android da Google é, actualmente, a opção mais versátil existente.

Pontos fortes:

– Quase infinitamente customizável

– Disponível numa grande variedade de terminais diferentes

– Grande selecção de aplicações disponível na loja Google Play

Pontos fracos:

– Por vezes os upgrades demoram algum tempo a serem lançados

– Alguns modelos não permitem o upgrade do sistema operativo

– A elevada versatilidade e abertura do sistema acaba por criar alguma vulnerabilidade a vírus

 

iPhone iOS

Devido ao imenso sucesso do iPhone e do iPad, o sistema iOS da Apple é um dos mais reconhecidos do mercado. Mas quais as diferenças entre o iOS e o Android?

Embora só disponível numa limitada e dispendiosa selecção de modelos e com sérias limitações na personalização do mesmo, este sistema operativo torna-se bastante fiável e consistente.

Possuindo um design atraente e usabilidade fluída,  o iPhone  iOS é uma plataforma de elevado sucesso e fiabilidade, se a isso juntarmos uma loja de aplicações líder de mercado, a app store, torna-se uma opção magnífica para quem pretende adquirir um smarphone.

Pontos Fortes:

– Design intuitivo e atraente

– Consistência das diferentes versões e dos sistema em geral

– Grande variedade de aplicações disponíveis na App Store

Pontos Fracos:

– Enormes limitações em termos de personalização

– Quase ausência de escolha no que aos modelos diz respeito, o iOS está restrito apenas ao iPhone / iPad

– Hardware invariavelmente dispendioso

A escolha entre os dois sistemas operativos que disputam a liderança do mercado dos smartphones pode ser complicada, à elevada versatilidade e poder de personalização do Android, o iOS responde com a sua enorme consistência, fluidez e design, Analise bem os dois sistemas em diferentes modelos e escolha o que mais se adequa às suas necessidades.

 

Diferenças entre os sistemas operativos Android e o iOS.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
897

GIPHY Says.

Transforma as tuas palavras em GIFs divertidos, com a nova aplicação ‘Giphy Says’

Esta aplicação oferece uma nova funcionalidade nos GIFS e nas partilhas de vídeos. Ao invés de andares sempre no Snapchat, o Giphy criou uma nova ferramenta para facilitar a tua vida. Com uma seleção de estilos de texto e filtros, ‘Giphy SAYS’ permite que partilhes imagens, status, saudações e histórias visuais divertidas, diferentes e dinâmicas.

Se nunca usaste devias experimentar porque é um must.

giphysayscollage-100717203-orig

É muito simples: abre a app, vira a câmara para ti ou para onde quiseres, e diga o que vier-te na alma enquanto pressiona o botão para gravar. Depois é só escolher como quer enviar (pode também guardar na galeria) e a app cria logo o gif!

E claro, é gratuita.

Baixa aqui e começa a fazer GIFS engraçados.

GIPHY Says.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
242

Carregar a bateria to teu smartphone em cinco minutos poderá ser possível a partir de 2018.

A inovação tinha sido apresentada pela start-up israelita StoreDot, em 2015, no festival de tecnologia CES, em Las Vegas. Agora, a ideia sai da gaveta para começar a ser produzida. As baterias para smartphones que carregam em apenas cinco minutos podem estar à venda já no próximo ano, noticia a BBC.

O presidente executivo da start-up, Doron Myersdorf, diz que não pode revelar os materiais utilizados. Em 2015, durante o evento tecnológico nos EUA, contou apenas, também à BBC, que o design da bateria envolve nano-materiais que ajudam na passagem entre os componentes que carregam as baterias.

Na altura em que o produto foi apresentado, a bateria não estava preparada para o tamanho dos smartphones então comercializados. Agora, Doron Myersdorf garante que já há espaço no mercado para o modelo.

 

Não é a primeira vez que uma empresa procura uma alternativa melhorada às baterias do mercado. Em 2015, foi notícia que a marca Huawei tinha criado dois protótipos de baterias removíveis capazes de carregar 48% em dois minutos e 68% em cinco minutos. No mesmo ano, quase por acidente, um grupo de cientistas da Universidade de Stanford, na Califórnia, criou uma bateria de longa duração e a baixa custo. A tecnologia era, alegadamente, a primeira bateria de alumínio — um material de baixo custo — a trabalhar para o efeito, funcionando como alternativa às baterias disponíveis.

Antes disso, em 2014, uma outra equipa de investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, tinha apresentado um modelo que recarregava 70% da bateria em apenas dois minutos.

Doron Myersdorf disse à BBC que a tecnologia da StroreDot está agora em testes em duas fábricas asiáticas de baterias para telemóveis e espera já estar disponível para os consumidores a partir do próximo ano.

 

Carregar a bateria to teu smartphone em cinco minutos poderá ser possível a partir de 2018.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
536

Instagram Stories lança filtros e mascaras para vídeos.

O Instagram Stories passa a ter filtros para o rosto. Este era o factor que diferenciava o Instagram Stories da rede social Snapchat.

O Instagram, rede social de fotografias que pertence ao Facebook, anunciou esta terça-feira que o último passo para se tornar o novo Snapchat estava finalizado. A funcionalidade Stories recebeu agora a capacidade de aplicar filtros no rosto do utilizador, de fazer vídeos que reproduzem de trás para a frente e ainda novos pincéis. Estas alterações estão a ser implementadas gradualmente.

Não é, de todo, uma funcionalidade que nunca tenhamos visto. O Snapchat há bastante tempo que já oferecia a hipótese de os utilizadores aplicarem filtros na cara, tendo-se tornado o fator chave que, até ao momento, distinguia o serviço de imagens temporárias daquele que é oferecido no Instagram. Mas, esta terça-feira, o panorama mudou quando o Instagram anunciou que implementou essa mesma capacidade nas Stories.

Além desta “nova” funcionalidade, os utilizadores podem agora gravar um vídeo que será reproduzido de trás para a frente. Familiar? Isto é porque, também esta, é uma função que já existia no Snapchat.

O novo modo de gravar surge ao lado da opção Boomerang ao abrir a câmara das Stories. Também foram adicionadas novas funcionalidades no que toca a escrita nas imagens, com as hashtags a tornarem-se um elemento interactivo dentro dos Stories – ao clicar numa hashtag é direcionado para uma pesquisa relacionada.

Os pincéis foram também atualizados e, agora, existe uma ferramenta para apagar, o que oferece uma maior liberdade aos utilizadores para, por exemplo, cobrirem a imagem toda com uma cor e apagarem determinados pontos para formar uma nova imagem.

Este foi mais um “ataque” do Facebook ao Snapchat que, a continuar assim, começa a diminuir ainda mais a influência daquela que foi a primeira rede social a implementar as imagens temporárias na internet.

 

Instagram Stories lança filtros e mascaras para vídeos.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
411

Dicas para estudar e aprenderes com mais facilidade.

Confere as dicas super poderosas que vão te ajudar a aumentar significativamente o teu aprendizado, melhorando a tua concentração e memorização.

Inclui algumas destas dicas nos teus estudos e vais sentir uma enorme diferença na hora de estudar e aprender.

Anota todas as dicas, elas serão muito úteis para ti. Boa leitura.

 

1. Explicação

O primeiro passo ao estudar um determinado assunto é te concentrares para poder entenderes o que é que estas a ler .

Geralmente a maioria da pessoas param nesta fase. Mas é justamente neste ponto que é preciso explicar o que foi compreendido.

Esta explicação pode ser feita de duas formas:

  • Auto-explicação: Explique a si mesmo o conteúdo apreendido de modo lógico.
  • Ensina o que aprendeste: consiste em fazer com que outra pessoa entenda o que foi estudado por meio de uma explicação simples.

 

2.Resumos com Palavras-Chaves

Já percebeste que, depois de um tempo, as coisas que lês ficam desorganizadas na cabeça? tentas explicar aquilo que leste, mas as ideias não estão alinhadas e começa a ficar difícil extrair a informação da mente.

Não se preocupe porque isto acontece com todo nós. Por isso, ter tudo que foi lido estruturado, em um resumo, ajuda consideravelmente a tua capacidade posterior de lembrar.

A quantidade de conteúdo é tão grande que a informação estudada precisa ser organizada no papel.

O problema é que muitas vezes resumo é confundido com cópia de trechos dos livros ou transcrição das aulas no caderno.

Então qual seria a melhor forma de resumir? Existem duas maneiras que partem do mesmo conceito de palavras-chaves:

  • Flash Cards: com esta técnica, anotas perguntas em cartões e colocas em uma caixa, de acordo com a sequencia lógica do que foi lido. No verso do cartão coloque uma resposta resumida, para que possas te testar com estas perguntas nas semanas seguintes, como se fosse um jogo. Se acertares a resposta guarda o cartão em outra caixa, mas se errares retorna para a caixa actual, para refazeres na próxima semana.
  • Resumo de fichas de leitura: esta estratégia de resumo vais poder estruturar o conteúdo do que foi estudado em tópicos lógicos e simples, de modo que, no momento em que o resumo for revisto será possível lembrar de forma rápida e lógica.

 

3. Revisão Constante

De nada adianta utilizares as técnicas anteriores sem uma revisão programada e constante. De preferência semanal.

Um dos maiores erros que os estudantes cometem é a falta de revisão diária ou seminal, que por sua vez, influencia o seu desempenho na hora das avaliações.

Por isso, estudar pela segunda vez é mais fácil. Mas isto é muito menos eficiente do que apenas revisar, pois a revisão é muita mais rápida que o reestudo.

O mais importante é que essa revisão seja feita de forma periódica e sistemática, de modo que seja possível sempre relembrares o conteúdo estudado.

 

Dicas para estudar e aprenderes com mais facilidade.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
2k