Como organizar o orçamento quando tens pouco dinheiro

Organizar o orçamento familiar quando a balança está desequilibrada não é fácil. Se estás com problemas de dinheiro é possível que não tenhas um plano de gastos concebidos para os teus rendimentos actuais. Um orçamento inteligente evita que fiques financeiramente desamparado a meio do mês e prevines o sobre-endividamento.

No entanto, se já estás com dificuldades em fazer face às despesas mensais mas queres colocar as tuas contas no caminho certo, é preciso comprometeres-te, o que leva algum tempo. Conhece cinco conselhos para organizares as finanças quando estás sem dinheiro.

Slider

1. ORÇAMENTO: Evita o desastre financeiro no teu orçamento. Esconderes a cabeça na areia para não veres o real estado das tuas finanças é a pior alternativa. Se está prestes a deixar de conseguir fazer face às responsabilidades com o crédito, tens dívidas acumuladas às Finanças ou o INSS já não paga as despesas fixas mensais há algum tempo, entre em contacto com as instituições credoras e pede ajuda adequada ao teu caso antes que seja tarde demais e possas ser alvo de penhoras. Se o problema são dívidas ao banco, podes entrar em contacto com a instituição bancária e pedir a renegociação das condições de pagamento da dívida, como um período de carência, o alargamento do prazo de pagamento ou pedir uma alteração da taxa de juro aplicada.

2. PRIORIZA AS CONTAS: Analisa as tuas contas mensais e estabelece o que deve ser pago em primeiro lugar e depois faz um esquema de pagamento. É importante que nunca fiques sem dinheiro para as despesas mais básicas, como alimentação, a renda ou o crédito à habitação. No entanto, se alguma conta ficar para pagar mais tarde, contacta a companhia a explicar a situação para estabeleceres um plano de pagamento. Sê honesto.

3. CORTAR NAS DESPESAS “EXTRA”: É altura de estabeleceres as diferenças entre as necessidades e desejos. Se tens de priorizar as contas fixas, há pouca margem para despesas extra. Para conseguires contornar esta limitação poderás, por exemplo, aderir grupos e páginas de trocas nas redes sociais. Estes grupos – lojas virtuais - podem ajudar-te a obteres os artigos que necessitas sem ter de gastares dinheiro. No que diz respeito a entretenimento, procura formas ‘low cost’ ou gratuitas de entreter a família, como um piquenique no parque, por exemplo. No que diz respeito à conta de telemóvel, procura um tarifário básico sem internet e com chamadas gratuitas para os números para os quais costuma ligar mais frequentemente .

4. OBTÉM RENDIMENTOS EXTRA: Se o orçamento familiar está desequilibrado, ou seja, tem mais despesas do que rendimentos, é necessário inverteres esta tendência. Se já cortaste nas despesas extra, reduziste as despesas mensais fixas ao máximo e mesmo assim o resultado não é o mais satisfatório, pondera arranjar um segundo trabalho em part-time ou então transformares os teus hobbies em formas de fazer dinheiro.

5. ADOPTA UM ESTILO DE VIDA MAIS FRUGAL: Ser frugal não significa que tenhas de deixar de fazer aquilo que gostas por questões financeiras. Antes pelo contrário: É seres feliz a fazer o que gostas sem gastar muito dinheiro. Não é preciso comprar um livro para a apreciá-lo, podes pedi-lo emprestado ou ir à biblioteca para pôr a leitura em dia. A filosofia adoptada pelos adeptos da vida frugal pode ser canalizada para vários aspetos da vida: Será possível viveres numa casa mais barata? Terás mesmo de levar o carro para o trabalho todos os dias? Tens mesmo de ter o melhor telemóvel do mercado para seres feliz?

1 de 5
  • Como organizar o orçamento quando tens pouco dinheiro - image 1
  • Como organizar o orçamento quando tens pouco dinheiro - image 2
  • Como organizar o orçamento quando tens pouco dinheiro - image 3
  • Como organizar o orçamento quando tens pouco dinheiro - image 4
  • Como organizar o orçamento quando tens pouco dinheiro - image 5
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k