Curiosidades do Wakeboard

Durante décadas, o desporto preferido dos frequentadores das praias foi o surf. E mesmo nesta época, as pessoas recordam-se de surfistas sendo rebocados por um cabo de esqui aquático atrás de barcos, e até mesmo sendo puxados por carros na beira da água. Desde então, começou-se a usar pranchas menores.

O wakeboard surgiu nos estados do Hawai e California, em dias de fltat (mar sem ondas) quando os surfistas usavam as pranchas de surf puxadas por barcos insufláveis.

Em meados dos anos 70, surgiu na California a Skurffer, a primeira prancha especialmente fabricada para a pratica de wakeboard. Esta prancha teve muito sucesso no mundo.

No inicio dos anos 80, Herb O´Brien da fabrica H.O Skis, viu a possibilidade do wakeboard tornar-se num grande desporto e fez um acordo com o Havaiano, Eric Perez para desenvolverem pranchas de wakeboard, que pudessem ser muito mais radicais que as existentes

Foram feitos 300 protótipos e selecionado apenas um, que depois veio a chamar-se Hyper XP. Foi com esta prancha que Eric ganhou o mundial de 1989. Um novo desenvolvimento gerou a HyperliteS, que foi usada por Eric no mundial de 1990 que consequentemente conquistou o titulo. Estas duas pranchas eram muito parecidas, ambas tinham bordas retas, quadradas e eram fabricadas em fibra de vidro e poliuretano de alta densidade feitas em moldes prensados.

Em 1990 surgiu a Terceira geração de wakeboards, representadas pelas pranchas Shapiro e Perez. Estas pranchas eram surf style feitas com o mesmo material com topo de alumínio aeroespacial com fibras de carbono. A prancha Shapiro foi o maior sucesso, conquistando com Dan Shapiro 4 campeontos mundiais.

Em 1994 surgiam as twintails, que eram pranchas que tinham quilhas na parte de frente e de tras. Elas eram basicamente duas Shapiros com os bicos cortados e emendadas. Estas pranchas eram feitas de epoxy, fibras de vidro e carbono, com poliuretano.

Curiosidades do Wakeboard
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k