Publicar com tag "#faculdade"

7

Total Publicar

9 dicas importantes para quem vai começar o ensino superior

A preparação para os exames nacionais, a espera pelos exames de admissão, a ansiedade causada pelos resultados. Revê-se nestes momentos? Depois de aguardar com tanta expectativa e, finalmente, ler o próprio nome na pauta de selecionados para o entrar na universidade, é altura de começar a planear o próximo passo. Se este é o seu caso, então vai gostar de conhecer as nossas dicas para quem vai começar a faculdade.

Depois de teres a confirmação que vais entrar na universidade, é altura de aproveitares o tempo de descanso e começares a preparares o início da vida académica. Já estás ansioso só de imaginar? Podes respirar fundo e aproveitar as nossas dicas para te preparares com calma e dedicação.

A espera pelo começo do ano letivo é, provavelmente, o único pensamento que parece não desaparecer e, juntamente com este, vem a vontade de descobrir as novas possibilidades que este momento representa.

Tenta afastar a insegurança. Sim, a vida vai ser diferente daqui para a frente, mas habituares-te às novas rotinas vai ser mais fácil do que pensas. Veja as nossas dicas para começares a faculdade com o pé direito.

 

1. PARTICIPA EM EVENTOS

No início do ano lectivo, é habitual que os alunos e as universidades organizem os mais diversos eventos para receber os “caloiros”. Não importa se o teu objetivo é conhecer melhor os colegas, os professores ou até a estrutura da faculdade, pois o importante, numa primeira fase, é que não te sintas sozinho e comeces a conhecer as caras e espaços que vão fazer parte da tua nova rotina.

 

2. FAZ PARTE DE UM GRUPO ACADÉMICO

As associações e centros académicos, assim como a maior parte dos movimentos criados pelos estudantes, podem ser espaços incríveis para conheceres novas pessoas e integrares-te na vida académica.

Já pensaste, por exemplo, em participar nos movimentos relacionados com o empreendedorismo entre os jovens estudantes? Esta é também uma excelente forma de colocares em prática muito daquilo que aprendes na sala de aula.

 

3. PARTICIPA EM PROJETOS

Começar um estágio ou participar numa pesquisa científica, por exemplo, podem ser actividades que vão contribuir não só para o currículo e o início da vida profissional, como também para construíres uma rede de contactos ou fortalecer a tua vida social. Participa em projectos da universidade sempre que possível e verás que faz toda a diferença.

Procura conhecer a oferta da universidade e opte por aquela que melhor se encaixa no teu perfil, de acordo com os teus objetivos.

 

4. CRIA UM ORÇAMENTO MENSAL

O início da vida na universidade é uma excelente altura para começares a estar atento aos gastos. Aproveita este início e habitua-te, desde cedo, a olhar para as contas, procurando analisar a forma como geres o teu dinheiro.

Esta dica tem particular importância para os estudantes que vão viver longe de casa. Contudo, ainda que continuem a viver com os pais, investir na própria educação financeira é sempre uma boa ideia.

Cria um orçamento mensal e actualiza constantemente. Procura prever os gastos essenciais que tens de assumir e aprende a equilibrá-los.

 

5. SEJA ORGANIZADO

Parece uma dica óbvia, mas a verdade é que o hábito de ser organizado pode não ser natural para todos. Se este é o teu caso, acredita: a organização é fundamental para conseguires dar conta de todas as tarefas e compromissos que vais assumir com a entrada na universidade. Que tal criares listas ou um calendário para ajudar?

 

6. CRIA UMA ROTINA DE ESTUDOS

Já se sabe que o segredo para manteres os estudos em dia e não acumulares matérias para a época dos exames é criares uma rotina de estudos que seja coerente. Faz um calendário e inclui as horas de estudo na tua rotina.

É bastante provável que tenhas de lidar com uma grande carga de leitura em especial se fores frequentar cursos como Direito ou da área de Letras, por exemplo, por isso mesmo, fica de olhos postos na bibliografia que será abordada durante o semestre que os professores costumam indicar com antecedência.

Lê diariamente, seguindo um calendário semanal ou quinzenal, e verás que será muito menos cansativo do que deixares tudo quando já estiveres perto dos exames. Assim, conseguirás tirar melhor proveito dos conteúdos.

 

7. UTILIZA AS REDES SOCIAIS PARA FACILITAR A VIDA ACADÉMICA

Sim, as redes sociais são uma febre comum, mas o que pode ainda não saber é que essas tecnologias podem ser excelentes aliadas, também, para o seu processo de aprendizagem.

Procura páginas que sejam relacionadas com o seu curso, conversa com alunos que frequentam o mesmo curso e, inclusivamente, tira dúvidas sobre conteúdos ou partilha ferramentas que contribuam para os estudos. Faz parte de redes e vais ver que o gigantesco universo das redes sociais é, também, um óptimo pretexto para estudar melhor e aprenderes ainda mais.

 

8. APRENDE A COZINHAR

Ainda não sabes cozinhar? Estás mesmo na altura de repensares a falta deste hábito tão importante. Ainda que continues a morar em casa dos pais durante a universidade, saberes preparar alguns pratos parece bastante interessante para quem quer conquistar a independência.

Com as mudanças na rotina, não serão raras as vezes em que vais precisar de saber encontrar os mercearias e mercados e preparares uma refeição. Aproveita a oportunidade para aprenderes a cozinhar, ou vais passar muitos jantares na companhia de comida congelada.

 

9. SEJA RESPONSÁVEL

Lembra-te dos teus objectivos e fica a saber, desde já, que o professor da universidade não te vai acompanhar como o professor da escola. É preciso saberes lidar com este tipo de liberdade, ou terás problemas com o teu rendimento. Este é, aliás, mais um motivo para que criares uma rotina de estudos e organizes a tua agenda. Define o teu próprio ritmo e cumpra as tuas metas.

 

 

9 dicas importantes para quem vai começar o ensino superior
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
40

15 Dicas que todo estudante deve saber antes de entrar na universidade

A mudança do secundário para a universidade é sem dúvida uma grande mudança na vida de qualquer estudante, contudo adiantamos-te hoje 15 situações que só vais perceber na universidade.

 

  1. Quando te dizem que tens que estudar, tens mesmo que estudar. A faculdade não é uma maçã doce e é preciso estudares bastante para conseguires notas satisfatórias. Ou isso, ou ter muita sorte.
  2. Há festas todos os dias, em algum lado. Cabe-te a ti decidir quando te deves divertir ou não.
  3. Tens que saber cozinhar, principalmente se fores estudar para fora de casa. A independência exige estas coisas. Caso contrário, passarás a vida a comer fast food, o que não é nada saudável.
  4. Ter uma actividade extracurricular é importante. Podes juntar-te à Associação de Estudantes, ir para um clube desportivo ou inscreveres-te num núcleo de dança ou teatro. Todas estas actividades podem valorizar, de certa forma, o teu currículo.
  5. Quando o professor sabe o teu nome, pode ser muito bom sinal mas também pode ser péssimo. Se te tiver em boa conta, poderá lembrar-se de ti quando estiver a dar as notas, o que te poderá beneficiar. Pode também acontecer o contrário e a coisa não correr bem para o teu lado. Tudo depende de ti.
  6. Existem imensos tipos de professores na faculdade. Cabe-te a ti analisar o perfil de cada um quando estiveres em aula para realmente perceberes com quem estás a lidar.
  7. Vais fazer alguns amigos e imensos conhecidos. É importante conhecer pessoas noutros cursos que poderão ajudar-te numa cadeira cujo professor seja o mesmo.
  8. Um 10 pode saber a 20. Tudo depende da dificuldade da cadeira. Terás cadeiras às quais só irás desejar mesmo passar e cadeiras que te irão correr melhor e às quais passarás com uma boa nota.
  9. Por vezes passarás noites inteiras a estudar. Às vezes são estas noites que te safam no teste.
  10. O café será um grande amigo. Mas convém não abusar porque já se sabe que tudo o que é demais pode ser prejudicial.
  11. A biblioteca é um grande local de estudo. Se gostas de silêncio, este é o local ideal de estudo para ti. Caso contrário, poderás utilizar o bar ou uma sala específica de estudo que poderá estar aberta toda a noite consoante a universidade.
  12. Deixar coisas para a última da hora é a pior coisa que podes fazer, principalmente trabalhos. Se não fizeste o trabalho com antecedência, o mais certo é que terás que passar as últimas horas que faltam para a entrega a tratar do assunto. Se não corres o risco de ter uma grande negativa.
  13. Vais deixar alguém copiar por ti e essa pessoa terá melhor nota que tu. Isto é quase certo que aconteça por isso é melhor mentalizares-te já.
  14. Alguns apontamentos valem ouro. Caso tenhas que faltar a alguma aula importante, pede os apontamentos emprestados. De certeza que farão o mesmo contigo.
  15. Conhecer pessoas de anos anteriores é indispensável. Já passaram pelo que estás a passar por isso poderão ajudar-te com a matéria, fornecer-te exercícios resolvidos, entre outras coisas que te facilitarão o estudo.

 

15 Dicas que todo estudante deve saber antes de entrar na universidade
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
3k

Como um curso online pode mudar a tua vida acadêmica e profissional

Ser estudante não significa apenas estudar e terminar a escola. Um bom curso complementar para a tua vocação é meio caminho andado para arranjares emprego depois de terminados os estudos.

Se já sabes qual é a tua vocação, podes começar já hoje a pesquisar cursos no Google ou nos sites das universidades da tua região.

 

Quando descobrires um curso que te agrade, podes inscrever-te e aumentares os teus conhecimentos, qualquer que seja a tua área. Marketing, Gestão ambiental, Geografia, Contabilidade e auditoria, multimédia, artes e design gráfico são as áreas com mais ofertas de cursos online.

Quer queiras fazer o curso presencial ou online, em Moçambique existem opções para todos os gostos. Universidades como o ISCED e UEM já leccionam cursos à distância e com todas as potencialidades das redes sociais.

 

Como podes usar as redes sociais para o estudo?

Já pensaste como Facebook, Pinterest, Twitter ou Tumblr podem-te ajudar nos teus cursos online ou mesmo na escola? O facto de poderes criar grupos e páginas permitem que te juntes com os teus colegas e partilhem trabalhos, apontamentos e ideias. Vais ver como a envolvência com professores e com os teus colegas nunca mais será a mesma. Basta colocares os auriculares, colocares música e concentrares-te nos estudos.

O Pinterest, que já deves conhecer, é uma espécie de quadro magnético online que te permite afixar imagens e artigos de todas as áreas. Ora pensa neste quadro como o quadro da tua sala de aula online e onde podes partilhar notas, gráficos e todo o tipo de apontamentos?

Por falar em Pinterest, é também uma das formas de encontrares cursos de todas as áreas em que vais aprender mais facilmente a partir de imagens.

Nos Estados Unidos já existem universidades que usam Pinterest, e outras redes sociais para o cursos online. São ferramentas que permitem aos estudantes falar uns com os outros e com os professores, partilhando trabalhos e apontamentos.

Qualquer que seja a tua vocação, os cursos na Internet, juntamente com as redes sociais, são o melhor material escolar alguma vez criado, quando usado com contenção.

Como um curso online pode mudar a tua vida acadêmica e profissional
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
792

4 maneiras de encontrares motivação para terminares a faculdade

A formação superior é uma grande conquista. Cada vez mais estudantes moçambicanos vão para as universidades e obtêm diplomas que abrem inúmeras portas no mercado de trabalho. Conquistar esta vitória, no entanto, também é um desafio de dedicação e esforço diários. Se tu estas desanimado, sem motivação para ir para a faculdade ou nem sabes se vais fazer um curso superior, não desista!

Slider

1. TERMINAR O QUE COMEÇOU: Tu podes estar na faculdade por diversos motivos: vontade dos pais, oportunidade no trabalho ou simplesmente por que achas que este é o passo óbvio a ser dado depois do ensino médio. Independentemente da razão, tu estas na universidade, já iniciou o teu curso. Esta é a etapa básica, primordial, para conseguires terminar. Mesmo que suas razões não sejam muito claras, começar o que terminou já é uma justificativa suficiente para te esforçares mais.

2. DIVERSIDADE DE ATUAÇÃO: O ensino superior abre as portas para oportunidades inesperadas de fazer aquilo que tu realmente gostas. Ele dá liberdade suficiente para que tu escolhas, dentro da mesma profissão, diversos campos diferentes de atuação. Com um único diploma tu tens a chance de fazer diferentes coisas e se sentir realizado em cada uma delas.

3. FAZER O QUE REALMENTE AMA: A escolha do curso é o passo inicial para fazeres aquilo que tu realmente amas. A partir de tuas preferências, desejos, objectivos e inclinações naturais, tu escolhes a profissão que mais se encaixa com o teu perfil. A graduação é, portanto, a formalização desse sonho.

4. REPRESENTA UMA ENORME CAMINHADA: Um diploma é muito mais do que um pedaço de papel. Ele representa anos de esforço nos estudos, desde os primeiros anos de alfabetização, de lágrimas, falhas, suor e trabalho árduo. Não foste apenas tu que lutaste por esta conquista, mas também os teus pais ou responsáveis, que estiveram ao teu lado para possibilitar esta vitória.

1 de 5
  • 4 maneiras de encontrares  motivação para terminares a faculdade - image 1
  • 4 maneiras de encontrares  motivação para terminares a faculdade - image 2
  • 4 maneiras de encontrares  motivação para terminares a faculdade - image 3
  • 4 maneiras de encontrares  motivação para terminares a faculdade - image 4
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k

Quatro hábitos que deves começar na faculdade.

Para a maior parte das pessoas, a ida para universidade é o primeiro passo para a vida adulta. Normalmente, os jovens saem das escolas secundárias diretamente para as faculdades e, para muitos, isto significa sair de casa dos pais, mudar de cidade, começar a ganhar algum dinheiro e a gerir algumas responsabilidades. Esta é por isso uma das melhores alturas para os jovens começarem a desenvolver alguns hábitos positivos de gestão financeira, que os podem acompanhar por toda a vida.

 

1. Fazer um orçamento

Saber quanto dinheiro entra por mês na conta bancária e quanto é que gasta é o primeiro passo para ter umas finanças pessoais saudáveis. A ida para a universidade é a altura ideal para começar este hábito, mesmo que sejam os pais a pagar a universidade. É bom aprender a fazer um orçamento e a mantê-lo. Esta ferramenta é útil para seguir o rasto as despesas, aos rendimentos e para perceber onde é que gasta dinheiro desnecessariamente.

 

2. Aprender a poupar

Quer seja para comprar um item desejado, para fazer uma viagem de férias, para pagar as propinas ou apenas para ter um fundo de emergência, o importante é conseguir colocar uma quantia de lado para satisfazer algumas vontades ou para se sentir mais seguro financeiramente. Quanto mais cedo começar a poupar melhor, mesmo que sejam apenas 10 euros por mês. Para saber quanto tem de poupar, defina metas de poupança específicas: calcule a quantia que precisa de poupar todos os meses para alcançar esse objetivo. É importante que o dinheiro poupado esteja sempre disponível. O ideal é recorrer a contas poupança, que permitem amealhar, enquanto pagam juros – mesmo que sejam residuais.

 

3. Gastar com inteligência

Ter o ‘smartphone’ mais recente do mercado ou os ténis da marca da moda não é fundamental nesta fase da vida. Estes gastos podem ficar para quando já trabalhar e ganhar o suficiente para poder comprar satisfazer estas vontades. Nesta fase, em que o dinheiro é, por regra, contado até ao último tostão, é importante que estabeleça limites aos gastos. Defina quanto é que pode gastar nas várias categorias, como por exemplo: casa, alimentação, telecomunicações e diversão, e mantenha esse limite. Ao implementar esta regra, está a formar bons hábitos de gastos e a aprender a definir em que é que vale mais a pena gastar dinheiro.

 

4. Obter rendimentos extra

Quer seja um trabalho em ‘part-time’, durante as férias ou um evento pontual, é importante que comece a obter alguns rendimentos, mesmo que os pais sustentem o pagamento da universidade e respetivo material. Para além de conseguir ganhar algum dinheiro é uma vantagem na hora de procurar emprego, quando terminar o curso. Tenha, no entanto, em atenção que o trabalho não deve interferir com a obtenção de boas notas, o que significa que terá de gerir bem o tempo.

 

 

Quatro hábitos que deves começar na faculdade.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
3k

3 maneiras simples de economizares dinheiro na faculdade

Além das propinas que nem sempre são acessíveis, são muitos os gastos na faculdade. Terás que repor o teu material, comprar livros, procurar novos eletrônicos para te auxiliar na vida acadêmica e ainda terás que lidar com os gastos de lazer. É de enlouquecer. Felizmente, existem algumas dicas que podem te auxiliar neste quesito. Confere 3 dicas simples para economizares dinheiro na faculdade:

Slider

1. USA A BIBLIOTECA: No lugar de comprar os livros requisitados pelos teus professores, que tal utilizares a biblioteca? A maioria das faculdades conta com bibliotecas com vários livros de cursos diferentes, e os professores costumam pedir obras cuja biblioteca oferece mais de um exemplar.

2. ENCONTRA OS PRODUTOS MAIS BARATOS E COMPRA EM QUANTIDADE: Se fores comprar uma caneta a cada vez que a tua acabar ou perderes, as chances de gastares dinheiro são maiores. Afinal, a urgência vai impedir que faças uma pesquisa de quais são os produtos mais baratos. Uma boa ideia é pesquisares os preços dos materiais durante as férias e, ao encontrares os produtos mais em conta, comprar em quantidade para poder durar o ano lectivo inteiro.

3. DA AULAS PARTICULARES: Esta é uma forma de ganhares dinheiro e não economizares, mas pensa: uma renda extra sempre será bem vinda. Aproveita as disciplinas nas quais entendes melhor e da aulas particulares para os teus colegas. O dinheiro adquirido pode ser utilizado tanto para os gastos acadêmicos, como para o teu lazer.

1 de 5
  • 3 maneiras simples de economizares dinheiro na faculdade - image 1
  • 3 maneiras simples de economizares dinheiro na faculdade - image 2
  • 3 maneiras simples de economizares dinheiro na faculdade - image 3
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
2k

5 motivos para trabalhares durante a faculdade.

A quantidade de coisas que um curso universitário exige pode ser desgastante. Com isto, o estudante passa a pensar duas vezes antes de descobrir se realmente quer um emprego enquanto estuda. É claro que a tua vida será muito mais simples se puderes te dedicares integralmente aos estudos, mas optar por isto também pode trazer prejuízos. Se estás a pensar em procurar emprego apenas depois da graduação, confere 5 motivos pelos quais deves trabalhar durante a faculdade.

 

1. AJUDA FINANCEIRA

Estar na faculdade é caro. Tens que pagar as mensalidades, o material, o transporte, a alimentação e uma infinidade de outros gastos. Por isto, trabalhar algumas horas por semana pode ajudar-te nas despesas. Talvez não consigas garantir toda o salário necessário, mas já poderás oferecer alguma ajuda aos teus pais.

 

2. CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO

Embora a tua graduação possa oferecer uma série de habilidades importantes, tanto técnicas quanto pessoais, existe outra coisa que o empregador quer ver no teu currículo: experiência profissional. Certas habilidades só podem ser desenvolvidas dentro do ambiente de trabalho; é por isso que o mercado valoriza tanto a experiência. Encontre trabalhos ou estágios e desenvolve todos esses talentos paralelamente. Desta maneira terás um currículo muito mais completo.

 

3. CONTACTOS PROFISSIONAIS

O contacto com outros profissionais funciona da mesma maneira que a experiência: só podes ser conquistado dentro do ambiente de trabalho. Os teus colegas de trabalho até podem ser futuros contactos, mas eles estão no mesmo nível que o teu. O interessante neste caso é manter contacto com profissionais mais experientes, que possam servir como referência para o teu trabalho. Além disso, também podes precisar de indicações futuramente. O teu network vai ser fundamental nestes momentos.

 

4. CÍRCULO SOCIAL

Embora seja necessário separar as relações profissionais e pessoais, os teus colegas de trabalho também podem ser teus amigos. Passarás um longo tempo com eles e vais acabar por descobrir pontos em comum. No entanto, é fundamental que não deixes o relacionamento interferir no rendimento do teu trabalho.

 

5. ESTABELECIMENTO DE PRIORIDADES

Quando se está na universidade, tudo importa. Não existe uma matéria que valha mais que a outra, não existe um trabalho que possa ser deixado de lado. Isso é positivo, mas não se aplica no ambiente corporativo. Embora tenhas demandas e tarefas de importância igual, precisarás priorizar e decidir qual delas deve ser realizada primeiro. Sabendo fazer isto no ambiente de trabalho, podes transferir o comportamento para a vida em geral e usá-lo sempre a teu favor.

 

5 motivos para trabalhares durante a faculdade.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k