Publicar com tag "#saidasprofissionais"

3

Total Publicar

Curso de direito e as suas saídas profissionais.

O curso de Direito tem como objectivo em dotar os estudantes com os conhecimentos necessários à compreensão dos diversos institutos jurídicos presentes no ordenamento jurídico nacional, regional e internacional.

Os académicos desta área deverão, saber identificar as questões jurídicas que se poderão colocar no exercício das respectivas profissões. Aqueles deverão ficar habilitados a encontrar as respostas juridicamente adequadas, sem esquecer que a interpretação jurídica não pode ser perdida do horizonte.

 

Competências

No que tange a componente das competências específicas para o Curso de Licenciatura em Direito, o graduado terá as seguintes:

  • Conhecer, interpretar e aplicar os princípios gerais do Direito e do ordenamento jurídico;
  • Conhecer, interpretar e aplicar as normas e princípios do sistema jurídico nacional e internacional em casos concretos;
  • Buscar a justiça e equidade em todas as situações nais quais intervém;
  • Estar comprometido com os Direitos Humanos e com o Estado social e democrático de Direito;
  • Capacidade de exercer sua profissão trabalhando em equipe com colegas;
  • Capacidade de trabalhar em equipes interdisciplinares como especialista em Direito contribuindo de maneira efetiva para suas tarefas;
  • Compreender adequadamente os fenômenos políticos, sociais, econômicos, pessoais e psicológicos -entre outros- considerando-os na interpretação e aplicação do Direito.
  • Ser consciente da dimensão ética das profissões jurídicas e da responsabilidade social do graduado em Direito e atuar de acordo;
  • Capacidade de raciocinar e argumentar juridicamente;
  • Capacidade de dialogar e debater a partir de uma perspectiva jurídica, compreendendo os diferentes pontos de vista e articulando os afim de propor uma solução razoável;
  • Considerar a pertinência do uso de meios alternativos na solução de conflitos;
  • Conhecer uma língua estrangeira que permita o desempenho eficiente no âmbito jurídico (inglês, português).
  • Capacidade para aplicar critérios de pesquisa científica em sua atividade profissional;
  • Capacidade para aplicar seus conhecimentos de maneira especialmente eficaz em uma área determinada de sua profissão;
  • Capacidade de enfrentar novas situações e contribuir para a criação de instituições e soluções jurídicas em casos gerais e particulares;
  • Capacidade para redigir textos e expressar-se oralmente em uma linguagem fluida e técnica, usando termos jurídicos precisos e claros;
  • Capacidade para analisar uma ampla diversidade de trabalhos complexos com relação com o Direito e sintetizar seus argumentos de forma precisa;
  • Capacidade para tomar decisões jurídicas pensadas;
  • Compreender e relacionar os fundamentos filosóficos e teóricos do Direito com sua aplicação prática;
  • Demostrar consciência crítica na análise do ordenamento jurídico;
  • Capacidade de atuar jurídica e tecnicamente em diferentes instâncias administrativas ou judiciais com a devida utilização de processos, atos e procedimentos;

 

Saídas Profissionais

Os graduados em Direito poderão desenvolver a sua actividade profissional em áreas jurídicas tradicionais, como seja as Magistraturas no Ministério Público e Judicial, a Advogacia, o registo e o notariado. Poderão, também, actuar em áreas como assessoria e assistência jurídica junto aos organismos da Administração Pública e Privada, integrar os serviços de contencioso de empresas públicas e privadas. Ficam, outrossim, ao alcance dos nossos estudantes as carreiras diplomática e académica. Note-se, no entanto, que o exercício de profissões forenses, em Moçambique e na região, exige a inscrição em Ordens, próprios.

As principais tarefas ocupacionais do Licenciado em Direito, são:

  • Apoiar tecnicamente os órgãos normativos na elaboração de textos legais;
  • Exercer as funções de magistrado judicial e do Ministério Público ;
  • Exercer a advocacia ;
  • Prestar assistência jurídica e assistência técnica à Administração Pública, ao Sector Privado e aos cidadãos em geral.
Curso de direito e as suas saídas profissionais.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
349

Curso de Contabilidade e Auditoria e suas saídas profissionais.

A Contabilidade e a Auditoria surgem actualmente como um instrumento metodológico indispensável à garantia da conformidade de interpretações dos registos financeiros, bem como à fiabilidade dos respectivos conteúdos, desempenhando uma função imprescindível na globalização dos negócios e na segurança das aplicações de capital por parte dos investidores.

Regista-se actualmente uma forte procura no mercado empresarial público e privado de profissionais com estas competências.

 

O curriculum da Licenciatura em Contabilidade e Auditoria está estruturado de forma a propiciar aos alunos um conjunto de competências e capacidades que os habilite com conhecimentos teóricos (saber), com conhecimentos técnico-profissionais (saber-fazer), com competências sociais e relacionais (saber-fazer social) e ainda lhes crie o espírito de se manter actualizado (saber-aprender).

Em face deste quadro de objectivos de aprendizagem, a organização do ciclo de estudos não pode alhear-se destas condicionantes. Daí que o 1º ciclo de estudos seja organizado de modo a fornecer aos estudantes uma visão completa sobre os instrumentos técnico-científicos básicos que podem ser utilizados no exercício das profissões a que o curso dá (ou pode dar) acesso.

Competências

Para concluir, com sucesso, a licenciatura em Contabilidade e Auditoria, o aluno deve:

  • Demonstrar compreensão quanto à natureza e significado da evolução do sistema de Contabilidade e Auditoria;
  • Revelar conhecimento e compreensão de instrumentos conceptuais e analíticos básicos sobre questões da Contabilidade e Auditoria.
  • Aplicar diferentes conceitos, teorias e métodos à análise de questões teóricas e práticas relacionadas com a história, estrutura e evolução das diferentes áreas de Contabilidade e Auditoria e reconhecer limites à sua aplicação;
  • Elaborar argumentos lógicos e racionais, que sustenta a sua defesa e desenvolve pensamento crítico;
  • Desenvolver capacidades que lhe permite Identificar, recolher, avaliar e operacionalizar informação relevante com origem em fontes primárias e secundárias e proceder à sua aplicação na solução de problemas, com recurso a métodos de análise quantitativa e qualitativa;
  • Revelar autonomia, demonstrar iniciativa e capacidade de organização;
  • Demonstrar capacidade de reflexão sobre o seu processo de aprendizagem e acolher críticas construtivas;
  • Desenvolver trabalho colaborativo, partilhando ideias e responsabilidades;
  • Demonstrar literacia de comunicação, oral e escrita, capacidade de comunicação de informação quantitativa e qualitativa a públicos diferenciados e usar adequadamente tecnologias de informação;
  • Integrar capacidades de conhecimento, compreensão, intelectuais e de transferibilidade adquiridas na problematização de questões e na formulação de soluções aplicáveis aos contextos académicos e/ou profissionais.

Saídas Profissionais

A licenciatura em Contabilidade e Auditoria é acolhida por uma significativa diversidade de percursos profissionais, nos sectores público e privado e governamental e não-governamental, bem como em diversos tipos de organizações em que se destacam as seguintes actividades que o graduado poderá ser capaz de exercer:

  • Técnicos Oficiais de Contas;
  • Controlo Interno;
  • Auditores Financeiros;
  • Gestores de Empresas;
  • Revisores Oficiais de Contas;
  • Quadros de Instituições Financeiras e Seguradoras;
  • Consultores Financeiros e Fiscais;
  • Técnicos Superiores de Administração Pública (POCP).

 

 

 

 

 

 

 

 

Curso de Contabilidade e Auditoria e suas saídas profissionais.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
846

Curso de Administração Pública e suas saídas profissionais.

A licenciatura em Administração Pública, tem como objectivo formar profissionais capacitados a gerir de forma eficiente e eficaz as organizações públicas de acordo do interesse público, como a educação, cultura, segurança e saúde, isto é, a nível provincial, regional ou municipal seguindo aos princípios da legalidade, moralidade e ética, ou seja, a finalidade é de formar profissionais qualificados nos domínios da Gestão Pública e das Políticas Públicas, com saberes e competências para responder aos crescentes desafios da gestão pública moderna.

De maneira geral, no decorrer do curso os alunos encontram um estudo amplo das ciências sociais, gestão e políticas públicas, conciliando a capacidade de articulação, negociação e de tomada de decisão, além de um grande suporte às questões em níveis internacionais.

Durante a formação, além das aulas teóricas são realizados inúmeros seminários e estudos de caso, objectivando criar uma visão sistemática sobre o funcionamento empresarial. A formação tem duração de 4 anos e ao formado é dado o título de licenciado em Administração Pública.

 

A profissão 

O licenciado em Administração Pública é a pessoa responsável pelo planeamento, organização, direção e controle da Gestão Pública a nível provincial, regional ou municipal.

profissional formado em Administração Pública pode actuar em diversas áreas do sector público. Pode actuar também prestando consultorias, actua também junto as empresas não governamentais e auxiliando empresas privadas que prestam serviços junto aos sector públicos.

Pode desempenhar funções auxiliando na Formação, Implementação e Avaliação na oferta de serviços à sociedade, como: educação, saúde, cultura, desporto, etc. Além da actuação dentro das organizações nas áreas de Recursos Humanos, trata dos processos e operações e finanças.

Pode ser utilizado também para ingressar no meio político, para isso além do conhecimento teórico adquirido nas salas de aula, também serão necessários outros factores pessoais inerentes à aspiração desejada.

É um curso muito recomendado para as pessoas que estão em busca de estabilidade e pretendem fazer uma carreira no funcionamento público por meio dos concursos, pois no decorrer de inúmeras matérias abordadas são exigidas nessas provas.

Com a crescente necessidade de transparência no serviço público, é grande a procura destes profissionais nas províncias e organizações do governo para agilizar o processo e melhorar a utilização dos orçamentos recebidos.

Saídas Profissionais

O mercado de trabalho é muito amplo e o profissional é visto com bons olhos, pois pode atuar em diversos segmentos da administração, como técnico, assessor ou consultor nas áreas de recursos humanos, marketing, produção e finanças.

Destacam-se os seguintes empregadores potenciais:

  • Áreas da Administração Pública estatal ou autárquica, especialmente em sectores ligados ao desenvolvimento e políticas sociais;
  • Domínio das organizações não-governamentais, associações e organizações da sociedade civil em geral, que actuam em campos de interesse público;
  • Consultoria e investigação;
  • Estudo, planificação e assessoria.
Curso de Administração Pública e suas saídas profissionais.
Não seguro para
"Clique aqui para mostrar
1k